Esporte
Foto: Divulgação

Confraternização, música ao vivo, diversas atividades e a presença dos amigos e familiares. Estas são algumas das atrações que o Grupo de Escoteiros Mafeking 56 de Santa Catarina irá proporcionar ao público neste domingo (7), em comemoração ao Dia Mundial do Escoteiro e também por ser a 25ª edição da Festa que acontece anualmente em Rio do Sul. A ideia dos organizadores é reunir os escoteiros para realizarem a venda do filé duplo, que será o atrativo principal do dia, e que também ajudará na arrecadação de fundos para a manutenção do Mafeking, que fica localizado no bairro Progresso. O almoço será servido a partir das 11h com acompanhamentos, incluindo maionese e saladas. No local terá ainda um serviço completo de bar e cozinha, com venda de doces, refrigerantes e algumas guloseimas, para a alegria das crianças.

De acordo com o mestre pioneiro, Sandro Alencar Fernandes, a festa já virou tradição em Rio do Sul e neste ano não poderia ser diferente. “Sempre realizamos a festa em abril, porque no dia 23 é comemorado o Dia Mundial do Escoteiro e é claro que não podemos deixar essa data passar em branco. Em 2019 completaremos os 39 anos de fundação e estaremos rumo aos 40 no ano que vem. Sucesso este, fruto de um trabalho feito com amor pelas nossas crianças e jovens de sete aos 21 anos. Queremos divulgar o movimento escoteiro, por ele ser sinônimo de educação não formal que tem por propósito, auxiliar na formação de bons cidadãos de maneira que possam desempenhar todas as suas potencialidades físicas, espirituais e também de caráter, tornando-se pessoas melhores e atuantes em suas comunidades”, enfatizou.

Sandro ainda enfatiza que além da confraternização, a sede também precisa realizar eventos como esse, para arrecadar fundos para possíveis melhorias na estrutura. “Este é um encontro com a família e para a toda sociedade, para que possam vir até aqui conhecer e se encantar com o nosso movimento. No entanto, nosso objetivo também está no angariamento de fundos para que juntos possamos conduzir os projetos que o grupo precisar desenvolver, já que as taxas e os valores mensais pagos pelos membros são relativamente baixos e servem apenas para custear os gastos diários que temos durante o mês. Esperamos vender 1.200 filés e contamos com a presença de cerca de 1.500 pessoas. O dinheiro será usado para alguns investimentos como a compra de novos equipamentos, melhorias ou até ampliações em nossa sede”, destacou.

E para quem deseja fazer algo diferente no fim de semana, Sandro aproveita para dar uma dica. “Venham todos até a nossa sede conhecer o nosso movimento, vale ressaltar que além do filé teremos também música ao vivo para animar o público e ainda sorteio de brindes. Além de todos estes atrativos, o domingo terá diversas atividades para as crianças e aos pais, como o cabo aéreo que é uma espécie de tirolesa, ponte de cordas, falsa baiana e muitas outras brincadeiras divertidas. Esperamos vocês”, convidou.

Jéssica Sens