Alto Vale

Reportagem: Helena Msrquardt/DAV

Se o Dia das Crianças para a maioria dos pequenos será de alegria e muitos presentes, para dois meninos do Alto Vale o único pedido é de saúde. Eles estão internados no Hospital Santo Antônio em Blumenau e aprenderam a comemorar com suas famílias cada conquista diária. Hoje os guerreiros são um verdadeiro exemplo de força para os pais e toda sociedade já que lutam pela vida com a alegria e otimismo típicos das crianças.

Davi Novaes Stehl, de 10 anos, é morador de Mirim Doce e há cerca de três meses foi diagnosticado com leucemia. “Ele começou a ter dores de cabeça e vômitos e levamos ao médico. Lá descobrimos a leucemia e já viemos para Blumenau onde permanecemos até hoje. No início é um susto, um desespero, a gente não sabe o que fazer por saber que o câncer é um tratamento longo e agressivo. Os primeiros dias foram os mais difíceis porque ele foi para a UTI, mas hoje temos mais calma para encarar todas as etapas”, lembra a mãe do garoto Edilaine Novaes.

Ela comenta que depois de meses de tratamento, entre quimioterapias e idas e vindas ao hospital, hoje a família vive um momento de mais compreensão, paciência e esperança. “É uma doença grave, bastante complicada, mas temos muita fé que vai dar tudo certo e ele será curado. Acho que as crianças nos ensinam muito. Elas são tão inocentes que não conseguem ver maldade, ou algo negativo mesmo nesse momento difícil, enxergam apenas as coisas boas”, completa.

Edilaine conta ainda que apesar de tudo que o menino está passando, Davi tem se mostrando um garoto muito forte. “Ele está vivendo a infância dele com leucemia da mesma forma que faria em casa, sorrindo, brincando e pulando. Ele para nós é uma história de superação, e força”, afirma a mãe.
Mesmo no hospital, Davi inclusive incentiva outras pessoas a enxergar a vida com mais otimismo. “Acho que tudo que acontece de ruim na vida da gente é para melhorar”, fala o menino.

Outra história emocionante é a do pequeno Moisés, de menos de três meses e que desde que nasceu, enfrenta a mesma rotina de hospital em Blumenau. A mãe do bebê, que é moradora de Rio do Sul, Midiã Franz Lichtenfels conta que o filho nasceu no dia 5 de agosto com 37 semanas e já apresentou problemas de saúde. “Ele nasceu com rins policísticos e dilatados que são os rins muito grandes. Os rins dele tem o tamanho de uma criança de 10 anos e logo também foi diagnosticada uma hérnia inguinal”.

Com menos de um mês de vida ele já fez a primeira cirurgia para resolver o problema da hérnia, mas acabou não se recuperando como o esperado. Os médicos descobriram então que os rins da criança estavam comprimindo o intestino e no dia 11 de setembro ele teve que passar pela segunda cirurgia. “Eles retiraram o rim esquerdo, mas o outro rim que ele tinha também estava com problemas e entrando em falência. Desde então ele faz diálise e já pegou duas bactérias. No momento ele está entubado, mas temos fé que ele vai se recuperar”, relata.

Ao falar sobre a força do filho, que mesmo tão pequeno já venceu tantos obstáculos Midiã diz que o menino é um verdadeiro guerreiro. “Não é fácil estar aqui com meu filho vendo ele sofrer. Se eu pudesse trocava de lugar com ele, mas apesar de tudo sei que ele está sendo muito bem cuidado por todos os profissionais, está sendo bem tratado o que acaba nos confortando um pouco. Só posso dizer que meu filho é meu guerreiro e tenho muito orgulho dele”, finaliza.