Alto Vale
Foto: Antônio Carlos/Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

A instalação de uma estrutura de metal em formato de garrafa, que mede de 2,5 metros e foi colocada na Praça da Fé, em Chapadão do Lageado nesta quarta-feira (25), chamou a atenção de moradores que passavam pela área central do município. Ela faz parte de um projeto que visa o recolhimento de garrafas pet para confecção de decorações natalinas da cidade, que neste ano vai contar com a colaboração de um grupo de professores.

A coordenadora do projeto e secretária da Assistência Social, Lucimara da Silva de Oliveira, disse que a ideia diferente surgiu quando o projeto já estava encaminhado. “Nós já estávamos recolhendo as garrafas, quando um integrante do grupo disse ter visto algo parecido em outro município. A diferença é que não era uma garrafa, aí nós fomos aperfeiçoando a ideia, até encontrar o que seria ideal para a nossa realidade”, explicou. Ela conta também que o reaproveitamento será feito por um grupo de professoras e que os materiais serão transformados em bonecos de neve, guirlandas e até árvores de natal.

Segundo Lucimara, o foco principal é incentivar a população a separar o lixo e proteger o meio ambiente, já que uma garrafa pet pode levar centenas de anos para se decompor em meio à natureza. “Enquanto não tínhamos essa garrafa na praça, a gente fazia o recolhimento lá na reciclagem do município e também com os pais quando buscavam as atividades para as crianças no colégio. Sempre pedimos que as crianças guardem em casa, mas a garrafa desse tamanho na praça é uma forma de fazer com que a população preste mais atenção e faça esse tipo de separação do lixo. Vale lembrar que apesar de ser uma garrafa gigante, as pessoas podem depositar outros materiais recicláveis também”, destaca.

Para a professora Josiani Machado de Pinho, a ação de conscientização ecológica e transformação do lixo em decoração é uma iniciativa importante. “Colocar um pet gigante na praça do município foi uma invenção brilhante que vai chamar a atenção dos nossos munícipes pelo tamanho e para a consciência ecológica. Além disso, faz com que as crianças percebam a importância da reciclagem e cobrem de seus pais essa atitude. Nessa situação, saber que a reutilização será para algo útil, a decoração de natal da nossa cidade, torna isso mais gratificante”, afirma.

Já a professora aposentada, Irene da Silveira Monteiro, diz que a própria garrafa serve como decoração na praça. “Além de decorativa, aquela garrafa vai servir muito para que as pessoas tenham um lugar para descarte do material. Eu mesma tinha algumas guardadas para as meninas fazerem a decoração. Achei o máximo e já levei até lá. Precisamos pensar em reciclagem, com tudo o que for possível. Isso vai ajudar a melhorar a preservação do nosso planeta começando por cada um. É nossa obrigação ter consciência e contribuir para um mundo melhor”, finaliza.

Monique Correa está com 11 anos de idade e estuda no colégio Otília Muller. Ela conta que já contribuiu com as garrafas que estavam guardadas em casa. “A gente está tendo aula pela internet por causa da pandemia, mas eu já tinha guardado alguns litros porque os professores pediram. Lá em casa nós separamos o lixo e espero que os meus colegas também separem. É muito importante para o meio ambiente. Precisamos cuidar do nosso futuro”, finaliza.