Alto Vale

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

A prefeita de Trombudo Central , Geovana Gessner, do MDB,  será a nova presidente da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi).  Essa é a primeira vez, em 56 anos desde a sua criação, que a entidade será comandada por uma mulher. A eleição ocorreu de forma virtual nesta terça-feira (22) e a posse acontece no dia 4 de janeiro.

“Quero deixar aqui meu agradecimento a toda a Amavi, aos prefeitos. Foi um ano de pandemia, de muitos desafios especialmente para os amigos de Ibirama, de Presidente Getúlio e de Rio do Sul que agora foram tão9 atingidos. Tivemos ainda a perda do prefeito Betão, que foi presidente da Amavi, mas a vida continua e é pelos ensinamentos dele que vamos continuar administrando e fazendo a diferença nessa associação”, disse.

Como a primeira prefeita eleita de Trombudo Central e a primeira presidente da Amavi, Geovana ainda falou sobre a representatividade feminina e anunciou quais serão as prioridades de sua gestão, entre elas a construção da usina de processamento de lixo, que é um projeto antigo da Associação. “Nesse primeiro momento temos como prioridade o Centro de Resíduos Sólidos que é uma demanda de muitos anos. Os municípios compraram o terreno e agora vamos fazer esse consórcio andar através de parcerias. Além disso temos muitas demandas e no encontro em janeiro vamos discutir essas prioridades”, completou.

Em 2020 a entidade foi presidida pelo prefeito de Petrolândia Joel Longen.

Confira a nova diretoria:

Diretoria da AMAVI 2021

Presidente: Geovana Gessner de Trombudo Central

1º Vice-presidente: Juarez Miguel Rodermel de Atalanta

2º Vice-Presidente: Marcelo Rocha de Laurentino

Tesoureiro Geral: Adriano Poffo de Ibirama

Tesoureiro: Solange Aparecida Bitencourt Schlichting de Salete

Secretário Geral: Bento Francisco Silvy de Vitor Meireles

Secretário: Alexsandro Kohl de Aurora