Política
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Durante a passagem do ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, em Santa Catarina, o prefeito de Ituporanga, Gervásio Maciel, entregou pessoalmente dois ofícios fazendo solicitações para o município. Os pedidos foram de recursos para estruturação da arena e transformação do Centro Social em um centro de convenções e eventos e ainda a sinalização turística para a capital nacional da cebola.

O encontro aconteceu em Rancho Queimado e segundo o prefeito a audiência havia sido solicitada há algum tempo em Brasília. “Ele havia se comprometido a vir a Florianópolis, a região da Serra também e no sábado ele faria essa audiência. Levantamos aquilo que seria prioridade e elaboramos os ofícios para entregar ao ministro”.

O pedido de maior investimento seria um convênio no valor de R$ 2,6 milhões para a conclusão da Arena Multiuso instalada no Parque da Cebola que tem uma área de 7.547,00 m2 e capacidade de público de aproximadamente 20 mil pessoas. Maciel destaca que a obra não é importante só para Ituporanga, mas para toda a microrregião. Ele explica que para que a arena seja concluída, precisam ser construídos os 2º e 3º pavimentos de camarotes, fechadas as laterais da arena, proporcionando isolamento térmico e acústico, e construído um palco alternativo, para realização de espetáculos fechados. “Aqui temos a questão do inverno bastante frio e a ideia é poder fazer eventos fechados ali”, comenta.

O outro pedido foi um convênio no valor de R$ 2,2 milhões para a revitalização do Centro Social, também no Parque da Cebola, e transformação em um centro de eventos. O imóvel tem área de 3.300,00 m2, e segundo Maciel, o projeto visa atender a crescente demanda por grandes espaços.

Ele afirma ainda que a intenção é também oferecer estrutura para eventos menores, em espaços flexíveis que podem acomodar de pequenas reuniões e encontros de negócios até grandes eventos corporativos, feiras, shows e espetáculos, formaturas, casamentos entre outros. “O Centro Social eu fiz lá em 1986 e até hoje não teve quase nada de melhorias, então a ideia é reformar ele todo para transformar este espaço em um centro de eventos que pode ser ocupado inteiro ou parcialmente. Para isso precisamos preparar toda a parte de cozinha, banheiros, forração, instalação de ar condicionado e fazer alterações na rede de energia elétrica. Seria um investimento alto”, disse.

O Gervásio destaca que está confiante com a liberação dos recursos. “A reunião foi bem concorrida, tinham muitos prefeitos, mas foi muito boa. Fomos os primeiros a serem ouvidos pelo ministro e entregamos as reivindicações, inclusive o pedido de verba de R$ 600 mil para instalar todas as placas de indicação para o turismo, tanto na SC-110 como na SC-350 e até no interior. Acho que foi uma audiência muito importante para o município de Ituporanga”, completa.