Alto Vale

Reportagem: Gabriela Szenczuk/ DAV

Diante da confirmação da chegada do novo coronavírus ao Alto Vale do Itajaí os hospitais de diversos municípios têm se preparado para combater à pandemia e oferecer a estrutura necessária para os pacientes. Muitos ampliaram o número de leitos, no entanto ainda aguardam a chegada dos respiradores necessários para o tratamento dos casos mais graves. Os equipamentos anunciados pelo Governo do Estado, doados por empresas, prefeituras ou comprados pelos próprios hospitais não chegaram a região para serem utilizados. Até a tarde desta segunda-feira (13) a região tinha quatro casos confirmados em Vidal Ramos, Aurora, Ituporanga e Rio do Sul.
Segundo o diretor técnico do Hospital Regional, que atende pacientes de toda a região, Marcelo Gambetta, a instituição conta com 20 leitos e há previsão de ampliação para mais 20, mas por enquanto o número de respiradores no hospital permanece o mesmo. Questionado sobre a chegada dos equipamentos, ele diz que a prioridade da Secretaria de Estado da Saúde tem sido enviar respiradores para atender a região litorânea, que concentra o maior número de casos. “A estrutura física está disponível, o quinto andar inteiro, para que possamos aumentar para 40 o número de leitos, mas tudo isso depende do Estado. O que a gente percebe hoje é que o grosso de casos está na faixa litorânea então o investimento do Estado tem sido maior nos locais onde o número de casos é maior”, afirma.
O médico informa ainda que a unidade tem se preparado para atender os casos da Covid e evitar a disseminação da doença. A partir desta terça-feira (14), o hospital estará fechado para a maioria das visitas. Segundo ele, trata-se de uma medida temporária, mas sem previsão de término. “Com o aparecimento do primeiro caso interno, vamos reduzir ainda mais a circulação de pessoas. Sendo assim, estão liberados para visitação apenas acompanhantes previstos por lei, como maiores de 60 anos, menores de 18, pacientes portadores de necessidades especiais e pais de gestantes.
No hospital Doutor Waldomiro Colautti, em Ibirama, 10 leitos estão disponíveis, sendo cinco para pacientes com tratamentos rotineiros e a outra metade está reservada para casos suspeitos ou confirmados de covid-19 no município. Segundo o diretor geral do hospital, Roberto Ferrari, o paciente que estava internado com suspeita da doença recebeu alta no domingo e voltou para sua cidade de origem, em Jaraguá do Sul. “A instituição está com toda a estrutura necessária para receber respiradores, porém ainda depende da Secretaria de Estado da Saúde, que estabeleceu o prazo de 31 de maio para que eles fossem entregues”, declarou.
Já em Ituporanga, no Hospital Bom Jesus, além de uma tenda externa de triagem de pacientes, nos últimos dias também foi montada uma ala respiratória. A estrutura, que conta com 10 leitos de UTI, disponibilizou um leito específico para receber casos de Covid-19, além de outros quatro que aguardam por novos equipamentos.