Alto Vale
Foto: Arquivo

Reportagem: Cláudia Pletsch/DAV

A pandemia causada pelo coronavírus pediu dos governos uma resposta rápida e eficaz quanto a liberação de recursos para compra de medicamentos, equipamentos, EPIs e organização de leitos, já que os gastos dos hospitais aumentaram de forma exponencial nos últimos seis meses. Mas com a liberação das verbas surgem também os questionamentos sobre a transparência quanto a utilização dos recursos públicos, pensando nisso a Secretaria de Estado da Saúde colocou à disposição da comunidade a aba “Repasses” no site oficial do coronavírus, que possibilita consultar o valor disponibilizado para cada hospital filantrópico através da Política Hospitalar Catarinense (PNC).

A PNC é uma iniciativa do Governo do Estado que prevê um repasse de recursos para hospitais filantrópicos parceiros conforme uma classificação em cinco portes. Dentro disso, as unidades precisam cumprir metas (número de leitos, atendimentos, UTIs e outros quesitos) para aumentar seus repasses mensais ou alçar um porte maior. Os hospitais classificados como porte V tem direito a um repasse de até R$ 2 milhões, os classificados com porte IV tem direito a um repasse de até R$ 1 milhão, já os classificados com III, II e I tem direito a um repasse de até R$ 450 mil, R$ 70 mil e R$ 30 mil respectivamente. Nesse ano, desde o mês de março quando iniciou a pandemia do coronavírus, o Governo anunciou que os hospitais não precisarão cumprir as metas para receber o auxílio, e que o repasse vai ser do valor integral conforme classificação de cada hospital.

Segundo o governo, para 2020 o repasse total em todo o estado superará a marca dos R$276 milhões e desse valor cerca de R$ 7 milhões devem ser investidos na região do Alto Vale entre recursos já recebidos e previstos para hospitais de Agrolândia, Pouso Redondo, Rio do Sul, Taió e Trombudo Central.

No quadro abaixo a Secretaria de Estado da Saúde disponibiliza os valores já repassados em parcelas para as entidades, e os valores que ainda devem ser repassados ou que estão em processo de contratualização.