Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Hospital Annegret Neitzke, em Pouso Redondo está com uma demanda de atendimentos cada vez maior. Segundo o presidente da instituição, Carlos Zanella, são mais de duas mil consultas ao mês para moradores do município e cidades vizinhas que possuem parcerias com a unidade.

Zanella explica que os trabalhos são todos custeados pela Prefeitura de Pouso Redondo. Os atendimentos para moradores de outros municípios são cobrados das respectivas administrações municipais. Ele ainda destaca os serviços de exames modernos disponibilizados na instituição.

“O hospital é custeado pela Prefeitura com um repasse mensal de R$ 230 mil. A gente faz atendimento a outros municípios também com valores de procedimentos cobrados de cada um deles. Prestamos 90% dos atendimentos pelo SUS, temos exames laboratoriais na emergência 24 horas com parceria de um laboratório de Taió. Temos plantão de Raio-X 24 horas, que é digital e fica mais fácil para avaliar os exames e a nossa equipe de técnicos e enfermeiros bastante robusta. Tudo para melhorar a qualidade dos serviços”, ressalta.

O presidente do hospital diz ainda que o crescimento no número de atendimentos não é de agora e que em outubro, por exemplo, os números foram bastante semelhantes aos de novembro.

“O número de atendimentos tem crescido mês a mês no Pronto Atendimento e em novembro tivemos um volume maior de atendimentos realizados aos moradores de Pouso Redondo, Mirim Doce, de cidades vizinhas e também quem passa pela BR-470. Para se ter uma ideia esse mês de novembro a gente atendeu no Pronto Atendimento 2.238 consultas, tivemos 72 transferências para outros hospitais, 104 internações, o que gerou 8.419 procedimentos. Em outubro já tínhamos um número parecido”, revela.

“Estamos trabalhando com dois médicos no período de maior concentração de atendimentos, de segunda a segunda, um serve de apoio ao plantonista, faz atendimento aos internados e alguns procedimentos e o plantão 24 horas. Acho que a sociedade precisa saber de todo esse trabalho importante que estamos desenvolvendo”, acrescenta.

Questionado sobre as obras de ampliação da instituição, Zanella afirma que elas continuam, no entanto, dependem de algumas emendas parlamentares que ainda não foram liberadas. “Estamos seguindo com as obras e aguardando recursos de emendas parlamentares que ainda não foram liberadas. Temos R$500 mil do deputado Ivan Naatz, mais R$150 mil do Jerry Comper e outros R$200 mil para equipamentos, do Ismael de Souza, emendas que contamos para finalizar o novo Pronto Atendimento, que é uma obra de mais de 600 metros quadrados”, comenta.

Detalhes da Obra

Carlos explica que com a ampliação os atendimentos ficarão ainda melhores, já que hoje o espaço é de apenas 60 metros. “Vai ser tudo maior. Sairemos de uma área de pronto atendimento de 60 metros para 600 metros e lá teremos sala de espera maior e mais confortável, consultórios melhores, sala de triagem melhor, sala de forças militares da Polícia Rodoviária Federal e Bombeiros, sala de procedimentos e sala de estabilização. Estamos aguardando a verba entrar no caixa, mas esperamos que tudo fique pronto em 2022”, finaliza.