Alto Vale, Saúde
Foto Divulgação

Cláudia Pletsch/DAV

Mesmo após liminar do Ministério Público exigindo que o Estado apresentasse um plano detalhado com as providências a serem tomadas para abastecimento dos estoques dos hospitais que atendem pacientes com coronavirus, o Hospital Regional Alto Vale continua enfrentando problemas para receber os medicamentos utilizados para entubação e está tendo que adequar os atendimentos.
Segundo o diretor geral do HRAV, Siegfried Hildebrand, desde o início da pandemia os preços dos medicamentos e EPI’s tiveram um aumento considerável, além disso ele explica que os medicamentos que o hospital deveria receber do estado pela liminar do Ministério Público nunca chegaram. “O Ministério Público exigiu que o governo arrumasse os produtos e encaminhasse para os hospitais que atendem o covid, mas até hoje não recebemos nenhum produto do estado. Era um estoque para 90 dias, mas nós não recebemos nada. Todos os medicamentos que usamos no hospital foram adquiridos pelo hospital”, comenta.
Hidelbrand ainda explica que os valores dos medicamentos e EPI’s estão normalizando e que no momento os medicamentos não estão em falta, mas para isso eles tiveram que se adequar e cancelar cirurgias eletivas mantendo apenas as cirurgias de emergência. “Hoje o hospital não tem falta de nenhum medicamento para entubação. Mas nós temos dificuldades em comprar, as vezes nós compramos mil e vem apenas quinhentos. O consumo desses medicamentos aumentou muito por causa da pandemia, a maioria dos pacientes que pegam covid precisam ser entubados então precisam de um kit de entubação, e para que a gente não tenha falta de produtos nós suspendemos algumas cirurgias. Hoje o hospital só faz cirurgias de emergência para evitar gastar os kits que temos em estoque. Se eu estivesse fazendo as cirurgias eletivas eu estaria gastando mais kits e poderia gerar problemas para os pacientes que precisam por causa do covid”, finaliza.
Segundo nota divulgada pelo Governo do Estado nesta quinta-feira (27), nessa semana o Governo estaria distribuindo kits de entubação para 27 hospitais em todo o estado no entanto o Hospital Regional não está entre os beneficiados. A distribuição, que atende a unidades administradas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e também filantrópicas, foi definida de acordo com os estoques apresentados pelos hospitais na última terça-feira (25). Estão sendo disponibilizadas 2.345 ampolas de Atracúrio 2,5ml, 539 ampolas de Dexmedetomidina 2ml, 710 ampolas de Midazolam 5ml, 1.555 ampolas de Rocurônio 5ml, 135 ampolas de Suxametônio, 120 ampolas de Etomidato 10ml e 1.705 ampolas de Fentanil 10 ml para os hospitais com leitos UTI ativos para tratamento de Covid-19.