Alto Vale
Foto: Divulgação

A Secretaria de Educação de Ibirama, atenta à demanda crescente de crianças com necessidades especiais ligadas a deficiência intelectual e múltipla, criou o Núcleo de Atendimento Especializado (NAE), uma equipe multiprofissional formada por psicóloga, assistente social e psicopedagogo, que tem como objetivo promover processos de ensino e aprendizagem que oportunizem espaço para todos os estudantes, possibilitando o bem-estar físico e emocional.

De acordo com a coordenadora Pedagógica da Secretaria de Educação, Flávia Fachini, entre as principais deficiências estão o transtorno do espectro autista, transtorno de déficit de atenção/hiperatividade, altas habilidades/superdotação e transtornos específicos da aprendizagem, tais como dislexia, discalculia, disgrafia e disortografia.

“É importante ressaltar que neste período pós-pandêmico, o número de casos praticamente triplicaram e a equipe está buscando dados quantitativos para traçar o plano de trabalho”, explica.

O primeiro trabalho do NAE, junto a coordenação pedagógica e representantes dos professores é a estruturação de um documento norteador dessas ações, o qual será apresentado ao Conselho Municipal de Educação (Comed). Após aprovação da metodologia, será elaborado um plano de trabalho que trará a forma de avaliar, orientar e direcionar esta demanda.

“O olhar para a Educação Inclusiva é uma das atribuições da equipe, que tem como objetivo garantir o respeito ao bem-estar físico e emocional das crianças, estudantes e profissionais da rede municipal de Ibirama”, destaca a coordenadora Pedagógica.

A secretária de Educação de Ibirama, Marilene Collet Krause, explicou que a formação da equipe foi possível devido a sensibilidade do Poder Executivo na contratação dos servidores.

“Com o apoio do prefeito, Adriano Poffo, fizemos as contratações necessárias para formação da equipe, que impactará diretamente em melhores resultados para a educação municipal de Ibirama. O NAE terá o papel de dar suporte e nortear todo o corpo docente da rede de ensino para que possamos ofertar, cada vez mais, um ambiente acolhedor e inclusivo em nossas escolas e Centros de Educação Infantil”, afirma.

O NAE é formado pela psicóloga, Paola Caroline da Silva, pelo assistente social, Wellington Bresolin, pelos psicopedagogos Vilmar Rodrigues e Rafaela de Britti, sendo que o trabalho é supervisionado pela Coordenação Pedagógica da Secretaria de Educação.