Alto Vale
Foto: Alan Garcuia/DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Aos poucos a tragédia que ocorreu em Presidente Getúlio, vai ganhando nomes, rostos e tocando ainda mais o coração da população de toda a cidade que foi arrasada por uma enxurrada na noite de quarta-feira (16) e que continua contabilizando mortes, desaparecidos e prejuízos.

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC) informou que equipes do Instituto Médico-Legal (IML) estão atuando em Presidente em Presidente Getúlio e que até agora já identificaram 11 das 12 vítimas encontradas, entre elas uma criança que não teve a identidade divulgada.

Entre os mortos estão Pâmela Tais Miranda, de 19 anos, Francieli Hamm Wiese, de 34 anos, Vera Kloth, de 48 anos, Alexia Correa do Nascimento, de 19 anos, Daniel Wiese, de 44 anos, Dieter Wiese, de 50 anos, Elsa Hilma Wiese, de 82 anos, Lourdes Sehnem, de 57 anos, Lino Leopoldo Sehnem, de 89 anos e Andrei Rangel Bozan, de 28 anos. Nove pessoas que morreram eram da mesma família.

A identificação dos corpos está sendo feita pela digital, coletada pelos papiloscopistas e eles fazem em seguida o confronto digital.

O IGP está fazendo atendimento aos familiares no ginásio de Esportes Pereirão, com o apoio da Secretaria de Saúde do Município, através de psicólogos e assistentes sociais.

Foram mobilizadas equipes do IGP de Florianópolis, Rio do Sul, Blumenau, Lages, Curitibanos e Jaraguá do Sul.Entre os profissionais envolvidos na ação estão: Médicos Legistas, Auxiliares de Medicina Legal, auxiliares criminalísticos, peritos criminais, papiloscopistas e ainda servidores do setor de antropologia para o reconhecimento dos corpos.

Abrigo comunitário será na EMEB Tancredo Neves

Nesta sexta-feira (18) as equipes da Prefeitura começam a transferir os desabrigados para a Escola Tancredo Neves, no bairro Pinheiro. O local servirá de abrigo.

Já o Salão Paroquial da Igreja Católica, que vinha servindo para atender a população desabrigada desde ontem, passará a ser o Centro de Atendimento para Enfrentamento da Covid-19. No local, também serão feitas consultas psicológicas.

Doações podem ser deixadas na Escola Tancredo Neves. No momento, há maior  necessidade de produtos de higiene e limpeza, alimentos não perecíveis, roupas masculinas e toalhas de banho.

Calamidade Pública

Na tarde de ontem (17), o prefeito de Presidente Getúlio decretou situação de calamidade pública. Hoje, o secretário Nacional de Defesa Civil, deve ir ao município para auxiliar nos trabalhos.