Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) aprovou nesta semana, a Licença Ambiental de Instalação (LAI) para a Linha de Transmissão de energia(LT 230/525 kV) que vai passar por cidades do Alto Vale, começando por Rio do Sul, sob a responsabilidade da empresa Neoenergia Vale do Itajaí Transmissão de Energia. É a segunda de três licenças ambientais obrigatórias que autoriza o início das obras do empreendimento com investimento de mais de R$500 milhões. O começo dos trabalhos, no entanto, ainda depende de outras liberações.

De acordo com o Estudo de Impacto Ambiental, a implantação da Linha de Transmissão Rio do Sul – Indaial – Gaspar II e seccionamentos associados têm como objetivo melhorar a disponibilidade de energia elétrica ligada e a confiabilidade do Sistema Interligado Nacional da região nordeste de Santa Catarina. O investimento total é de R$509.344.922,14.

A extensão do traçado do empreendimento é de aproximadamente 132 km e vai interceptar o total de doze municípios catarinenses: Apiúna, Ascurra, Ibirama, Lontras, Rio do Sul, Blumenau, Gaspar, Indaial, Pomerode, Rodeio, Timbó e Luiz Alves. A extensão nessa primeira parte entre Rio do Sul e Indaial, que abrange oito municípios (Apiúna, Ascurra, Ibirama, Indaial, Lontras, Rio do Sul, Rodeio e Timbó) possui aproximadamente 53 quilômetros. Terá origem em Rio do Sul, seguindo em direção à futura Subestação (SE), em Indaial.

Em contato com a empresa, a reportagem questionou a data para o início das obras do empreendimento. Segundo eles, com relação à linha de transmissão Indaial – Gaspar, em processo de licenciamento pelos órgãos ambientais do estado de Santa Catarina, a Neoenergia aguarda a emissão de todas as liberações necessárias que possibilitarão o início das obras de implementação não apenas dessa extensão, mas dos demais empreendimentos de transmissão adquiridos por meio do Leilão da Aneel de dezembro de 2018 também. Ou seja, ainda não há uma data prevista para início ou término.

“Após conclusão, as linhas de transmissão deverão ajudar a reforçar a confiabilidade e a qualidade do fornecimento de energia em toda a região”.

Outros trechos

Com extensão aproximada de 51,38 km, a Linha 230 kV entre Indaial – Gaspar II, atravessará sete municípios (Blumenau, Gaspar, Indaial, Luiz Alves, Pomerode, Rodeio e Timbó), com origem na futura SE Gaspar II, no município de Gaspar, seguindo em direção até a futura Subestação Indaial.
Outros 19,66 quilômetros farão a travessia entre três municípios, Blumenau, Gaspar e Luiz Alves, tendo início em Gaspar II em direção ao seccionamento.

Já o seccionamento LT 525 kV de Blumenau – Biguaçu para Gaspar II , com extensão aproximada de 7,46 km, atravessará o município de Gaspar, tendo origem na SE Gaspar II.

Todas as estruturas compõem o Lote 01, do Leilão Aneel 004/2018, que contempla ainda a implantação de uma subestação nova (SE 230/138 kV Indaial), a ampliação da SE 500/230 kV, em Gaspar II e a instalação de equipamentos para novas conexões na SE Rio do Sul 230 kV.