Alto Vale
Foto: Divulgação

Em um exame de rotina, Sedoni Hasse Nascimento descobriu o câncer no colo de útero aos 40 anos de idade. “Eu não tive sintoma nenhum, nunca tive dor. Quando fiz o exame, eu descobri a doença e comecei a tratar”. A história de superação divulgada no lançamento do Programa Previne Mulher desenvolvido pela Secretaria de Saúde de Imbuia em abril, inspirou outras mulheres. Conquistou também o Ministério da Saúde que classificou o programa como um dos melhores do país no cuidado à saúde da mulher.

No dia 7 de julho, representantes da Secretaria de Saúde de Imbuia estarão em Brasília para participar da etapa final do 1º Prêmio Prevenção e Controle do Câncer. “Esse é um grande reconhecimento ao nosso município, com pouco mais de seis mil habitantes. Mostra que uma estrutura grande ou pequena, tem sim, condições de oferecer uma saúde de qualidade”, pontua a secretária de Saúde, Andreza Kreusch.

O Programa Previne Mulher foi relançado em abril para incentivar mulheres a realizar o exame precoce para detectar câncer de mama e de colo de útero. Duas vezes por mês, a Unidade Básica de Saúde estende o horário de atendimento, até às 19h, para atender a demanda. O agendamento é realizado por intermédio do agente Comunitário de Saúde. Cerca de 400 exames foram feitos desde o lançamento. “O exame é realizado pela nossa equipe de enfermeiros. Quem apresenta alguma alteração, já é encaminhada para avaliação médica. Dessa forma aceleramos a burocracia, para que essa mulher inicie o tratamento o mais rápido possível”, disse a secretária.

O exame precoce é fundamental para detectar o câncer, que na maioria dos casos, avança de forma silenciosa. Um ano após a cirurgia e curada, Sedoni alerta as mulheres. “Hoje eu não tenho mais o câncer, faço acompanhamento a cada quatro meses. Estou muito bem. As mulheres precisam se cuidar”, disse.

Sobre o prêmio

O prêmio é realizado por meio da Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (SAES), do Ministério da Saúde. Foi lançado em abril para reconhecer e dar visibilidade às experiências oferecidas no cuidado à saúde da mulher. A ação buscava identificar as medidas de prevenção e controle do câncer realizadas em todo o país.

Nesta 1ª edição, se inscreveram as secretarias estaduais e municipais de saúde e serviços habilitados em alta complexidade para oncologia. Em formato de vídeo, a Secretaria de Saúde de Imbuia relatou as experiências que abrangem a prevenção, a detecção precoce do câncer, linha de cuidado e humanização, acesso e regulação, organização da Rede de Atenção Oncológica durante a pandemia da Covid-19 e os cuidados paliativos.

O evento no dia 7 de julho, terá transmissão ao vivo nas dependências do Ministério da Saúde, em Brasília. A secretária de Saúde, Andreza Kreusch e a enfermeira Prunelli Amancio, vão representar a Princesinha do Alto Vale.Além de Imbuia, outros quatro programas foram classificados como melhores inciativas na prevenção contra o câncer de mama e de colo de útero.