Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

A campanha Dezembro Laranja surgiu há alguns anos com objetivo de conscientizar para a prevenção de um dos problemas que mais atinge a população em todo o mundo, o câncer de pele. Em Imbuia, uma das formas encontradas de agilizar esse tipo de diagnóstico foi a tele dermatologia, que consiste em consultas com especialista à distância e diagnósticos rápidos. O sistema é pago pelo SUS e está disponível para qualquer pessoa que tenha a necessidade no município.

Desde a implantação em 2014, o sistema já atendeu mais de 700 pessoas do município. Mas o serviço de telemedicina ganhou mais destaque durante a pandemia, como um meio de evitar o contato físico entre as pessoas.

Para ter acesso à consulta on-line é preciso procurar a Unidade Básica de Saúde e passar por uma avaliação do clínico geral que vai fazer o encaminhamento, caso seja necessário. Se necessário, será agendada a consulta e uma enfermeira fará a coleta de informações e até fotos para repassar ao sistema.

A responsável pelos agendamentos da unidade de saúde de Imbuia, Kétrin Sell, explica que a partir da coleta das informações e conversa com o paciente, o especialista faz o diagnóstico que fica pronto em até 15 dias.

“Quando o paciente passa por avaliação do clínico geral na unidade de saúde, a enfermeira faz a coleta de informações sobre um possível problema. Se for uma pinta, uma mancha na pele, por exemplo, ela observa o tamanho, coloração questiona dor e sem tem casos na família e abastece o sistema com as informações. O resultado do especialista chega em até 15 dias”, esclarece.

Kétrin enfatiza que os atendimentos de teledermatogia teriam revolucionado a forma de agendar as consultas através do Sistema Único de Saúde (SUS), visto que muitas vezes junto ao diagnóstico já vem à solicitação de avaliação presencial e até prescrição de um medicamento. “Realizando aqui na unidade saúde, em seguida já vem o resultado e nele a indicação de avaliação presencial ou prescrição de medicação a ser utilizada. Quando é necessário ir ao especialista, quando há necessidade de retirar um sinal ou algo nesse sentido, já acontece no mesmo dia da consulta, o que facilita para o paciente”, comenta.

O médico responsável pela Dermatologia no Estado de Santa Catarina, Daniel Nunes, avalia de forma positiva o sistema de telemedicina. Para ele é uma forma de agilizar os processos e encurtar a jornada do paciente até a resolução do problema.

“Só para dar um exemplo, estou atendendo uma paciente atendida pelo sistema, com uma lesão. Ela foi atendida em 26 de outubro, o laudo foi feito dia 28. Dia 5 de novembro foi incluída na fila de espera no Sisreg e no dia 2 de dezembro foi operada. É fundamental que seja feita essa sequência de eventos de forma correta porque aí é possível agilizar o processo. É um processo que ajuda a encurtar a jornada do paciente até chegar ao especialista”, destaca.

Andreza Terezinha dos Passos Kreusch é secretária de Saúde. Ela conta que muitos pacientes ainda têm dúvidas sobre a eficácia da ferramenta, mas destaca que a telemedicina funciona.

“Ela alia tecnologia e atendimento à distância. Após direcionamento para teledermatologia tudo é muito rápido. É um benefício para o paciente, para Secretaria de Saúde onde reduzimos gastos, estresse e cansaço do paciente para fazer atendimento presencial sem necessidade ou até agilizando para que não precise ir mais de uma vez. No nosso município temos bastante procura, em média seis atendimentos por semana, mas ainda pretendemos divulgar mais porque queremos fazer a prevenção precoce e que o paciente consiga a plena recuperação”, enfatiza.

Kétrin ressalta que os atendimentos estão disponíveis pelo SUS e que caso algum morador do município observe lesões de pele, manchas mudando de cor e tamanho, procurem a unidade de saúde para uma avaliação.

“Se você está com alguma lesão de pele, mancha que está mudando de cor e tamanho, procure uma unidade, procure o médico para avaliar e sendo necessário ele encaminha para a teledermatologia para direcionar ao especialista e fazer o diagnóstico o quanto antes”, completa.

Benefícios da Teledermatologia

Entre os benefícios observados está a diminuição dos encaminhamentos desnecessários e redução de tempo de espera para marcação de consultas especializadas, agilizando atendimento de casos graves. Além disso, pode ser disponibilizado em qualquer unidade de saúde, com baixo investimento de implantação.

Dezembro laranja

Com a baixa nos casos de Covid-19, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) alerta para os cuidados em relação à exposição solar para prevenir casos de Câncer de Pele. A orientação é para os cuidados com fotoproteção, que incluem o uso de óculos de sol e blusas com proteção UV, bonés ou chapéus; optar pela sombra; evitar a exposição ao sol entre 9h e 16h; e utilizar filtro solar com FPS igual ou superior a 30, reaplicando-o a cada duas horas ou sempre que houver contato com a água.