Alto Vale
Foto: Alina Souza Palácio/Piratini

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O município de Imbuia, no Alto Vale, registrou há alguns dias, dois focos do mosquito da dengue. Essa é a primeira vez que as amostras coletadas apontam perigo em relação às larvas e Secretaria de Saúde cria ações para evitar a proliferação.

Na semana passada, as amostras coletadas periodicamente foram enviadas para análise e então, o resultado surpreendeu. Imediatamente, a Regional de Saúde emitiu um comunicado para o Município, a fim de avisar que duas análises registraram as larvas.

“Isso nunca tinha ocorrido, é a primeira vez e a Regional de Saúde enviou um comunicado para avisar que das amostras enviadas na semana passada, duas apontaram larvas do mosquito da dengue. A gente faz um trabalho semanal onde a agente responsável faz a coleta e manda analisar. Foi o que aconteceu na semana passada e a partir de agora faremos ações para evitar que isso se prolifere”, destaca a secretária de Saúde, Andreza Kreusch.

Os locais em que foram recolhidas as amostras das armadilhas já foram visitados novamente. Agora, um trabalho deve ser feito também nas proximidades para mapear possíveis áreas de risco para proliferação.

“Está sendo feito um trabalho ao redor para localizar pontos com água parada e fazer o recolhimento. Também faremos um trabalho ao redor desses pontos, alguns quilômetros das áreas próximas para ver se não tem nenhum lugar com água parada. Registramos o foco e temos que trabalhar para isso não se proliferar”, destaca.

A secretária ainda reforça a importância de a comunidade se unir para fazer limpeza nos quintais e não deixar água parada.

“A gente pede que os munícipes façam isso no seu quintal, não deixem lixo acumulado. Reforçamos esse pedido para a comunidade, porque não podemos deixar isso se alastrar no nosso município. É importante a colaboração de todas as pessoas na limpeza de suas residências e remoção dos pontos com água parada”, completa.