Alto Vale

Na faixa de pedestres, na rodovia, ao saltar do ônibus. Em vários locais e cidades diferentes, uma série de atropelamentos chama a atenção para a questão da imprudência no trânsito. Da última sexta-feira (5) até a tarde de ontem, o Alto Vale registou seis atropelamentos. Os acidentes fizeram duas vítimas fatais e outros quatro com ferimentos. O mais recente acidente registrado aconteceu terça-feira (9), em Rio do Sul.

Um homem foi atropelado por uma moto enquanto estava na faixa de pedestres, na Estrada Blumenau, bairro Taboão. A vítima sofreu ferimentos leves e foi socorrida pelo condutor do carro, que pilotava sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e a moto estava com a documentação vencida desde 2011. A Polícia Militar atendeu a ocorrência, conduzindo a vítima para o hospital, apreendendo o veículo e levando o condutor para à delegacia.

De acordo com o Departamento de Trânsito do 13º Batalhão da Polícia Militar, os casos de atropelamento têm sido frequentes na região, a maioria ligados a imprudência. “Não só os casos de atropelamento, mas nos acidentes em geral a gente vê a questão da imprudência”, resumiu o cabo Sommer. O PM orienta aos motoristas atenção redobrada. “Via de regra sempre antes da faixa de pedestre tem sinalização pedindo redução de velocidade. Com o trânsito parado é preciso ainda mais atenção, porque alguma pessoa pode aparecer entre os carros. Do pedestre é necessário que ele tenha certeza que está sendo visto pelos carros”, comentou Sommer.

Nos casos vistos nos últimos dias, dois motoristas fugiram do local sem prestar socorro à vítima, o que é crime. Nesses casos, a PM faz uma comunicação de ocorrência, mesmo quando o carro não é identificado.

 

Relembre outros casos

No domingo (7) à noite, um homem de 63 anos morreu, após ser atropelado na BR-470, em Ibirama. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele foi atropelado por um carro, mas a polícia não conseguiu localizar o veículo.

O homem morava na localidade de Subida, em Apiúna, no Médio Vale. No sábado (6), um jovem de 23 anos morreu em um grave acidente na SC-350, que liga as cidades de Laurentino e Rio do Oeste. Segundo a polícia, o homem foi atropelado, mas no local do acidente não tinha rastro do veículo. Pessoas que estavam no local disseram que o condutor do carro fugiu sem prestar socorro.

Já na sexta-feira (5), três pessoas foram atropeladas. As vítimas foram uma adolescente de 17 anos em Atalanta, uma mulher de 45 anos em Rio do Sul, e uma criança, de apenas 9 anos, em Ituporanga, que foi atingida por um carro ao sair do ônibus. Esta foi encaminhada para o hospital com suspeita de traumatismo craniano.

Suellen Venturini