Política
Foto: Divulgação

Cláudia Pletsch/DAV

O presidente da Câmara de Vereadores de Aurora, Bruno Niehues Fermino (MDB), falou em entrevista ao DAV sobre as ações que já estão sendo desenvolvidos nesse início do ano e os projetos que devem ser colocados em votação nos próximos dias. Entre as principais propostas está o incentivo a criação de associações agrícolas e a contratação de professores para reforço à alunos com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

Na primeira sessão realizada nessa semana na Câmara de Aurora foram apresentados dois requerimentos relacionados a melhorias nas estradas da localidade de Rio das Pedras e a viabilização para a compra do produto BTI que serve para o combate ao borrachudo. De acordo com o presidente, os primeiros trabalhos ainda são de adaptação e em breve os vereadores devem passar por capacitação.

Bruno revela que entre os principais projetos que devem ser trabalhados pelos vereadores nos próximos meses está a contratação de mais professores para prestar reforço a alunos com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. “Nossa intenção é ajudar crianças que têm dificuldade no aprendizado e nossa ideia é criar um projeto para junto com um deputado para ter mais professores fora de horário para essas crianças que tem mais dificuldade de aprender, essa é uma ideia que vamos desenvolver”, explica.

Outra indicação importante, de acordo com Bruno, é o incentivo à criação de associações agrícolas. Ele diz que o município não dispõe de muitos implementos e por isso a formação dos grupos seria ideal para agilizar os trabalhos na agricultura. “O nosso município é muito agrícola e nós temos muitos pedidos de implementos e por isso estamos batendo muito na tecla de tentar montas associações para não depender mais só da prefeitura pois tem muita gente que já tem muito implemento e daí se montar essas associações, colocar funcionar certinho nas comunidades dá certo. Hoje já tem uma na Paca uma na Nova Itália, no Fundos Aurora e em mais alguns lugares, tem quatro ou cinco já. A gente está procurando ajudar melhor eles pois por exemplo se eles precisarem trabalhar longe e precisar ficar esperando pela prefeitura é complicado e tendo a associação eles mesmo vão cuidar, eles mesmo vão manter e vai ser um meio de ajudar melhor a demanda do município pois a prefeitura com dois tratores fica complicado”, avalia.

Sobre os pedidos de fiscalização o presidente diz que as principais demandas são para a melhoria das estradas. Ele reforça também o momento complicado que vive a cidade e toda região por causa das chuvas que vêm prejudicando lavouras, pontes e estradas. “Temos cobranças, muitas pessoas nos cobram principalmente sobre melhorias nas estradas, mas boa parte da população entende que não é fácil essa questão de estradas pois com uma chuva assim o prefeito dar conta de arrumar tudo também não é fácil. A gente está cuidando e cobrando também mas sabemos que hoje tem cinco pontes novas que o prefeito está fazendo que devido as chuvas arrancou tudo”, finaliza.