Política
Divulgação

 

A possível ida de José Thomé, para o PSL vem sendo motivo de muita discussão na imprensa e também no meio político, no entanto, o prefeito de Rio do Sul não confirma e nem descarta a informação que poderá ser mantida em sigilo por pouco tempo. Mas o clima de incerteza causou desgaste na Executiva Municipal e membros deixaram a sigla nesta quarta-feira (19) motivados principalmente pela falta de diálogo de lideranças estaduais sobre os rumos da sigla na capital do Alto Vale.

 

Em nota oficial, o presidente da Comissão Executiva Municipal Provisória do PSL de Rio do Sul, Dionísio Tonet, que preferiu não conceder entrevista sobre o assunto, anunciou que os membros estavam entregando os cargos e citou o que teria motivado a decisão.

“Queremos externar que o grupo de apoiadores que dela fazem parte, e que bravamente ombrearam a sua criação tão logo passadas as últimas eleições, desconhecendo as tratativas e não compactuando com os recentes encaminhamentos feitos no município, comunicam que nesta data estão entregando,oficialmente, seus cargos à disposição da Executiva Estadual do Partido”.

 

Através da nota os apoiadores e simpatizantes do PSL também foram orientados de que estariam livres para traçar novos rumos políticos como desfiliação e escolha de uma nova sigla partidária, se assim desejassem, ou de que poderiam aguardar a criação do novo partido Aliança pelo Brasil na cidade.

“Reiteramos nosso compromisso com a cidade e o desejo de que possamos estar contribuindo cada vez mais com o seu desenvolvimento e melhoria das condições de vida de cada um. Rio do Sul será ainda melhor se for melhor para todos”, finalizou Tonet na nota.

 

Prefeito se manifesta apenas por nota

 

O prefeito de Rio do Sul, José Thomé também foi procurado pela reportagem, mas preferiu comentar o assunto apenas através de uma nota enviada por sua assessoria de imprensa. No documento ele declarou que permanece filiado ao PSDB, partido pelo qual foi eleito em 2016 junto com o vice, Paulo Cunha, que é do PSD e disse que vem sendo procurado para conversar sobre filiação partidária, mas que ainda não definiu qual seu direcionamento.

 

O tucano alegou também que está concentrado em realizar suas atribuições como prefeito, como acompanhar obras e projetos desenvolvidos na cidade, assim como buscar recursos para novos projetos necessários para a cidade e que são atribuição do prefeito.

 

Helena Marquardt