Cidade
Foto: Divulgação

Divulgado na segunda-feira (20), o relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) dos municípios brasileiros mostra Rio do Sul novamente com saldo positivo entre admissões e demissões no mercado de trabalho em 2017. São pelo menos 912 vagas com carteira assinada a mais entre janeiro e outubro deste ano, em torno de 80 a mais do que entre janeiro e setembro.

O mercado está acelerado e há o que comemorar, por enquanto. Para se ter uma ideia, entre janeiro e outubro do ano passado, o saldo também era positivo, mas de apenas 60 vagas a mais entre admissões e demissões, o que representa um aumento de 1420%. Em 2017 já são 1.074 pessoas que conquistaram o seu primeiro registro com carteira assinada.

A indústria representa o melhor desempenho por setor, com saldo de 500 vagas. Logo após vem o setor de serviços, com 418. Há áreas em que o saldo é menor ou até mesmo negativo, como é o caso do serviço público, com sete demissões a mais do que contratações.

Os resultados positivos até o momento no ano mostram uma tendência que acompanha o desempenho catarinense e brasileiro nos últimos meses. O ano de 2016, por exemplo, terminou com mais demissões do que admissões em todas as esferas. Foram 404 demissões a mais do que contratações no ano passado na Capital do Alto Vale do Itajaí.

“Observamos que o país voltou a gerar emprego, Santa Catarina vem num bom momento e nosso empresariado local também está mais otimista e aumentando seu investimento. Mais empregos é mais gente ativa, produzindo, gerando renda, aumentando as vendas do comércio e tudo isso com carteira assinada, o que reduz a informalidade. Toda a cidade ganha com este processo”, avalia o prefeito José Thomé.