Alto Vale
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Ibirama, por meio do Departamento de Cultura e Escola de Artes Cênicas, iniciou nesta quarta-feira (27), a temporada de apresentações das peças teatrais ensaiadas pelos alunos durante o ano. Devido às normas sanitárias de prevenção à disseminação do Coronavírus, haverá restrições para o acesso ao público.

Os espetáculos são inspirados e adaptados de obras importantes da literatura mundial, como Hamlet, que recebeu o nome de Hamlet da minha rua, e MacBeth, ambos de William Shakespeare. A Casa de Bernarda Alba, de Federico García Lorca, também foi adaptada para os palcos do Teatro da Associação Hansahoehe, localizado no terceiro andar do prédio, na rua 3 de Maio, 365.

As apresentações seguem até o dia 29 de novembro. Serão 12 espetáculos ao total, e até o momento, somente um será aberto ao público. Onze deles serão para familiares, convidados do Departamento de Cultura e escolas. “Aguardaremos as normativas sanitárias que serão divulgadas pelo Governo de Santa Catarina. Em caso de flexibilização para o mês de novembro, poderemos ampliar o acesso ao público para outras peças mediante reserva, o que será feito após a publicação dos cartazes dos espetáculos”, explicou a instrutora de Teatro, Silvana Cristóvão.

Seguindo as normas sanitárias atuais, o espetáculo “A Casa de Bernarda Alba”, será apresentado no domingo, 21 de novembro, às 18h. “Neste dia a apresentação estará aberta ao público, com classificação de faixa etária de 16 anos. O espaço permitirá a entrada de 41 expectadores, respeitando a capacidade de 70% da ocupação”, explicou a diretora do Departamento de Cultura, Márcia Kayser.

As montagens são da Escola Municipal de Artes Cênicas de Ibirama, com direção da instrutora de Teatro, Silvana Cristovão, e o elenco é formado por alunos. “Os três espetáculos são resultados do trabalho de oito meses com os grupos. Alguns já têm experiência em teatro, e outros estarão pisando no palco pela primeira vez”, explicou a instrutora.

Silvana afirma que o fazer teatral age na formação de cada integrante, em inúmeros quesitos que irão beneficiá-los como artistas, como pessoas, estudantes e futuros profissionais. “São incontáveis os benefícios individuais e coletivos obtidos através do teatro”, finalizou.

As peças possuem classificação por faixa etária. “Hamlet da minha Rua” é recomendada para público com idade mínima de 10 anos, “MacBeth” para maiores de 14 anos e “A Casa de Bernarda Alba” para maiores de 16 anos.