Política
Foto Divulgação

Nessa terça (18) iniciou o prazo para que os juízes eleitorais de cada município escolham os mesários e os membros das mesas receptoras de votos e justificativas, assim como os eleitores que irão prestar apoio logístico nos locais de votação das eleições municipais desse ano. Esse prazo finaliza em 16 de setembro, já que as eleições devem acontecer em novembro.

A novidade é que pela primeira vez os mesários serão convocados por meio de mensagens via e-mail, whatsapp e ligações telefônicas. O novo modelo de convocação será adotado como opção por cada Tribunal Regional Eleitoral (TRE), uma vez que a Corregedoria-Geral Eleitoral autorizou o procedimento por meio digital. Os mesários convocados devem responder a convocação em até três dias úteis.

Já no início desse mês o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), divulgou a campanha ‘Mesário Voluntário’ que é um programa criado com o objetivo de incentivar a adesão ao voluntariado para serviços eleitorais, de forma consciente e espontânea, nas mesas receptoras de votos. A campanha conta com a fala do médico Drauzio Varella, que busca mostrar a importância dos mesários para o exercício da cidadania no país, e também orientar sobre os cuidados que a justiça eleitoral está tomando com a saúde daqueles que se voluntariarem para trabalhar nas eleições desse ano.

Quais as vantagens de se trabalhar nas eleições como mesário?

Preferência em desempate para promoção de servidor público (Lei n. 4.737/1965, art. 379, §§ 1° e 2°);

Preferência em desempate nos concursos públicos do TRESC (Resolução TRESC n. 7.405/2004, art. 3°) e em concursos públicos de outros órgãos, quando previsto em edital;

Utilização das horas trabalhadas nas eleições como atividade curricular complementar (em universidades conveniadas com a Justiça Eleitoral);

Dois dias de folga em seu trabalho para cada dia de convocação pela Justiça Eleitoral (treinamento e serviço prestado no(s) dia(s) das eleições). Esse benefício é garantido sem prejuízo do salário ou de qualquer outro benefício (Lei n. 9.504/1997, art. 98);

Vale-refeição no(s) dia(s) em que desempenhar a função nas eleições.