Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O Livro intitulado “O Menino Marquinho em: Aprendendo o Autocontole” foi lançado na noite desta terça-feira (30), na Fundação Cultural de Rio do Sul. O objetivo da obra é mostrar as dificuldades de autocontrole que muitas crianças têm e orientar de forma prática e aplicada pais e professores.

Segundo uma das autoras, a psicóloga e coordenadora do projeto, Natanna Taynara, o livro foi idealizado como trabalho de conclusão de curso de pós-graduação em terapia cognitiva comportamental. Para ela é importante abordar o tema, visto que é algo comum muito observado nas escolas, por exemplo.

“Levamos em consideração uma demanda muito comum relatada pelas famílias e escolas, que é a dificuldade de autocontrole emocional de muitas crianças. Sabemos que as emoções são normais e esperadas, mas muitas vezes a intensidade e a forma como são expressas acabam acarretando problemas de comportamento e dificuldades de convivência. A ideia foi relatar essa dificuldade e orientar sobre algumas estratégicas que podem ser utilizadas e a importância de se tratar a causa da dificuldade de autocontrole, não só com a criança, mas com a família que tem papel fundamental nisso”, comenta.

“Desenvolver habilidades de autocontrole na infância se mostra muito relevante, considerando as implicações observadas ao longo da vida”, acrescenta.

Questionada sobre o evento de lançamento ela diz que pelo menos 50 pessoas ficaram interessadas no tema e compareceram. “Ficamos muito felizes com a participação do público, dentre eles pais, professores, psicólogos e diversos outros profissionais no evento. Foi possível muitas trocas sobre um tema tão relevante e presente na vida de muitas famílias. Falamos do quanto as dificuldades das crianças são originadas geralmente por questões familiares e escolares, que precisam ser olhadas, muitas vezes antes mesmo daquilo que é a queixa sobre a criança”, avalia.

Ela explica ainda que a dificuldade em controlar as emoções não é algo que acontece somente em crianças e por isso o tema é comum na psicologia. “Pessoas que desenvolvem mais autocontrole tendem a tomar melhores decisões na vida, evitar problemas e conflitos, além de geralmente conseguirem se relacionar melhor socialmente. O autocontrole emocional é uma regulação das emoções, em que a pessoa demonstra o que sente de forma mais assertiva, com menos intensidade e duração. Por isso, o livro foi desenvolvido buscando mostrar dificuldades comuns de muitas crianças e como podem ser trabalhadas com estratégias cognitivo-Comportamentais”, esclarece.

Além da psicóloga Natanna Taynara, participaram do projeto as alunas na época da graduação, Ana Luzia Berndt, Cristiane Aparecida de Souza e Michele de Souza. Para adquirir o livro basta o site da editora www.jurua.com.br.