Cidade
Foto: Arquivo/DAV

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O Lar da Menina em Rio do Sul vem passando por reformas a fim de melhorar o ambiente para as crianças e adolescentes . No momento, a instituição está fazendo a troca do telhado que estaria com problemas. O investimento será de R$40 mil e a instituição agradece a colaboração da comunidade com as doações, que possibilitam a manutenção do imóvel.

O gerente geral da instituição, Patrick Münzfeld conta que a decisão de trocar a cobertura surgiu porque a estrutura estava com problemas e poderia oferecer riscos. Para a reforma, estão sendo gastos os recursos de economia da gestão. “É um investimento de cerca de R$40 mil, fruto da economia da nova gestão. Vai ser trocado todo o telhado dos quartos das crianças e adolescentes que estava com risco de queda e chovendo dentro. Temos que agradecer a comunidade que nos ajudou bastante no brechó, nas vendas e ajuda social que a gente vem recebendo, onde conseguimos fazer essa economia para a reforma”, comenta.

Além do telhado no Lar, a ideia é fazer uma pintura na parte externa e trabalhar em projetos que ofereçam mais conforto. “Hoje é o telhado e estamos trabalhando para fazer uma reforma interna, para deixar o ambiente mais humanizado e melhor pedagogicamente falando para as crianças, um ambiente mais harmonioso, com materiais pedagógicos, brinquedos. Hoje é o telhado, mas a próxima etapa é reforma interna e pintura externa para deixar a construção mais bonita”, afirma.

Na instituição, as árvores maiores também ofereciam risco para a construção e uma delas chegou a cair no telhado durante um vendaval algum tempo atrás, por isso, elas precisaram ser cortadas. “Fizemos o corte de árvores em volta do Lar. Eram grandes e havia risco de queda em cima das crianças, no outro vendaval caiu em cima do telhado. Então a gente fez para trabalhar a prevenção e dar segurança para as crianças aqui da instituição”, completa.

Reforma do brechó

Entre as melhorias estão o rebaixamento do telhado, a troca da cobertura e mobília. “O telhado que antes era muito alto foi adequado, as folhas de zinco foram trocadas porque estariam estragadas e os móveis do brechó também e com tudo isso estamos confiantes que teremos ainda mais resultados porque sempre vendemos muito para os brechós de fora”, pontuou a presidente do Lar da Menina, Sandra Maria de Jesus Dalmolin.