Cidade
Foto: Rafael Beling/DAV

Foi realizada na noite de ontem, na Câmara de Vereadores de Rio do Sul, a solenidade de outorga do título de Cidadão Rio-sulense. Os nomes são indicados pelos vereadores e posteriormente avaliados em plenário. Com a aprovação dos edis, é feito o Decreto Legislativo de outorga do título.

O presidente da Câmara de Vereadores de Rio do Sul, Francisco Goetten de Lima, o Chico (PP), explica que a solenidade teve como objetivo valorizar os cidadãos que não são nascidos em Rio do Sul, mas que prestaram importantes serviços para o desenvolvimento do município. “É um momento importante, de valorizar e agradecer as pessoas que vieram para nossa cidade, construíram suas vidas e hoje são rio-sulenses de coração”, explica.

Ao todo foram nove homenageados. O vereador Marcos Sávio Zanella (PSDB) preferiu não realizar nenhuma indicação. Segundo ele, a Câmara de Vereadores tem assuntos mais pertinentes para serem discutidos, principalmente no que se trata ao desenvolvimento do município.

Além disso, afirmou que não discutiu com seu grupo político, simpatizantes do Movimento Vereador Voluntário, quem poderia ser agraciado com a homenagem. “Primeiro achei que não era o momento, além disso, não tivemos tempo de discutir o nome do homenageado”, explica.

Outros homenageados

Foto: Rafael Beling/DAV

O vereador Cariso Sávio Giacomini (PMDB) homenageou João Clemente Knecht, natural de Capanema (PR). Ele chegou a Rio do Sul em 1995, quando foi trabalhar na Empresa Transportes Mirim como encarregado de distribuição, cargo que ocupa até hoje. Knecht foi duas vezes presidente da Associação de Moradores do Morro do Budag, é ministro da Eucaristia, catequista, ministro de Batismo e coordenador do Conselho Pastoral Comunitário da Comunidade Nossa Senhora Guadalupe.

Foto: Rafael Beling/DAV

O vereador Mário Sérgio Stramosk (PR) concedeu a homenagem ao deputado federal Jorginho dos Santos Mello (PR). Com uma longa carreira na política, aos 19 anos foi eleito o vereador mais jovem do Brasil, em Herval d´Oeste (SC). Atuou como gerente e diretor do Banco do Estado de Santa Catarina (BESC) e conselheiro do Centro de Integração Empresa Escola de Florianópolis. Foi eleito por quatro vezes deputado estadual (1995 a 2010), presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina em 2009 e chegou a assumir interinamente o Governo do Estado, também em 2009. Está em seu segundo mandato como deputado federal.

Foto: Rafael Beling/DAV

O vereador Marcos Norberto Zanis (PSD) escolheu Genival Francisco Ribeiro para receber o título de Cidadão Rio-sulense. Ribeiro é natural de Bom Retiro (SC) e aos 18 anos veio para Rio do Sul, onde trabalhou por cinco anos em uma serralheria. Após, iniciou suas atividades na agricultura. Em 1984 abriu um pequeno comércio na Barra do Trombudo, em seguida iniciou uma facção de malhas e, logo após, uma fábrica de jeans. Ainda é um líder comunitário e atuante na igreja.

Foto: Rafael Beling/DAV

O vereador James Rides da Silva (PSD) prestou a homenagem ao Bombeiro Militar Capitão Davi Pereira de Souza. Natural de Florianópolis, é Capitão do Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina. Em 2011 foi transferido para Rio do Sul como subcomandante e em 2014 foi nomeado comandante da 3ª Companhia. Em agosto deste ano foi transferido para São José. Teve forte atuação nas últimas enchentes na região, em 2011, 2013 e 2015. É bacharel em Direito e especialista em Administração e Gestão Pública e em Administração em Segurança Pública com ênfase na atividade de Bombeiro Militar.

Foto: Rafael Beling/DAV

O vereador Eroni Francisco da Silva (PSD) concedeu a honraria ao agricultor Albano Luiz Hammes. Natural de Santa Cruz do Sul (RS), foi conselheiro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais em sua cidade natal. Depois, foi presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Rio do Sul, do Sindicato Rural e da Associação Catarinense de Criadores Bovinos (regional Rio do Sul).

Foto: Rafael Beling/DAV

O vereador Fernando César Souza, o Nandu (PMDB), agraciou Antônio Alves de Andrade com o título de Cidadão Rio-sulense. Nascido em Jucas (CE), morou em Joinville e vive em Rio do Sul há 25 anos. Trabalhou como sacoleiro, vendendo produtos como panelas e toalhas. No loteamento Jardim Alexandro, no bairro Pamplona, abriu um comércio de artigos de cama, mesa e banho.

Foto: Rafael Beling/DAV

A vereadora Zeli da Silva (PMDB) homenageou Cláudia Mara Fronza da Silva. Ela é funcionária pública municipal desde 2009, atua como assistente social e foi gestora da Secretaria de Assistência Social e Habitação entre 2013 e 2015. Também é assistente social do Colégio Dom Bosco e atuou no Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep), no Conselho Tutelar, na Conferência Asilo São Vicente de Paulo e na Empresa do Vestuário. Militante dos Direitos Humanos, foi coordenadora da Rede de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência em Rio do Sul em 2016 e 2017.

Foto: Rafael Beling/DAV

O presidente da Câmara de Vereadores, Francisco Goetten de Lima, concedeu a honraria a Dom Augustinho Petry. Sua ordenação presbiteral ocorreu em 4 de julho de 1965, e recebeu a ordenação episcopal no dia 18 de março de 2001. No mesmo ano foi escolhido bispo auxiliar do Ordinariato Militar; em 2007, bispo coadjutor de Rio do Sul e, em 2008, bispo da diocese de Rio do Sul. Durante a 49ª Assembleia dos Bispos do Brasil, em Aparecida do Norte, no dia 10 de maio de 2011, foi eleito secretário do Regional Sul-4 da CNBB. Hoje é bispo emérito da Diocese de Rio do Sul.

Foto: Rafael Beling/DAV

O vereador Maicon Coelho lembrou o nome de Miria Dorow para a homenagem. Ela trabalhou na agricultura e em malharia em Presidente Getúlio até vir para Rio do Sul, quando trabalhou na Cravil e, em 1993, abriu com seu marido a empresa Baterias Dorow. Mulher de visão empreendedora, deu sua contribuição para o desenvolvimento da cidade.

Rafael Beling