Política
Foto: Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nota para esclarecer que é falso o comunicado que circula em redes sociais e aplicativos de mensagens sobre a possibilidade de se cadastrar em um site para votar em casa, por meio do celular, como substituição ao voto presencial.

Todos os anos, especialmente nos anos eleitorais, chegam aos canais de relacionamento da Justiça Eleitoral relatos de cidadãos que informam ter recebido mensagens de e-mail ou via aplicativos de smartphones com mensagens enganosas que se passam por comunicado oficial.

De acordo com o TSE essas mensagens oferecem um link de origem duvidosa, que convidam o cidadão a clicar para saber mais detalhes. Contudo, elas são falsas e, ao que tudo indica, são enviadas por criminosos para que por meio delas possam coletar dados do cidadão como o número do CPF, para serem usados em golpes.

Em caso de dúvida sobre a veracidade do teor de uma mensagem, o TSE alerta que o eleitor deve conferir sempre os canais oficiais da Justiça Eleitoral e Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

Aplicativo e-Título

O único aplicativo disponibilizado pelo TSE no qual é possível obter a via digital do título de eleitor é o E-título, esse aplicativo permite o acesso rápido e fácil às informações do eleitor cadastradas na Justiça Eleitoral. Nele é possível ter acesso a dados como: zona eleitoral, situação cadastral, além da certidão de quitação eleitoral e da certidão de crimes eleitorais.

Nesse ano é possível acessar o app com o número do CPF, sem precisar lembrar do seu número do título de eleitor. Outra novidade permite que os eleitores se cadastrassem como mesários voluntários. Além disso o aplicativo se tornou acessível para pessoas com deficiência visual.

O app pode ser baixado para smartphone ou tablet, nas plataformas iOS ou Android. Após baixá-lo, basta inserir os dados pessoais.