Política
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

A empresária Maria Luzia Aparício Stainsack, conhecida como Lúcia, lançou sua pré-candidatura à prefeita pelo Partido Progressista de Presidente Getúlio. A ex-primeira dama da cidade diz que tem experiência com administração e que quer melhorar a vida do povo getuliense.

Em entrevista ao DAV ela comenta que por 16 anos acompanhou de perto a vida pública do marido, Nilson Francisco Stainsack, e que com sua experiência na administração das empresas da família se sente preparada para enfrentar esse novo desafio, desta vez na política. “Amo essa cidade e tenho certeza que posso contribuir muito para Presidente Getúlio ter mais qualidade de vida”, disse.

A pré-candidata acredita ainda que por nunca ter concorrido a nenhum cargo público pode trazer renovação para a política local e que a possibilidade do município ser administrado por uma mulher também seria um marco. “Eu adquiri muito conhecimento ao ver o trabalho que já foi feito e acredito que a política vem para que possamos fazer sempre mais e melhor. Vi nessa caminhada que tem pessoas que sabem administrar e pessoas que não sabem”, opina.

Ela afirma que na área privada é preciso “correr atrás da máquina” e na gestão pública não é diferente. “Na política também é preciso buscar recursos, estaduais, federais. É preciso ir atrás então tem muito a ver. O que a pessoa tem que ter é a capacidade de administrar e de fazer as coisas boas, desenvolver os projetos com começo, meio e fim”, garante.

Lúcia acredita que atualmente as áreas de Saúde, Educação e Agricultura estão deixando a desejar pela atual administração e precisam de mais atenção. “São três áreas muito sensíveis e que precisam de muita atenção e uma reformulação. Sei que o desafio é imenso, mas é preciso conversar com as pessoas e garantir mais qualidade de vida para todos”, completa.

Apoio do marido

Ela diz que caso seja eleita contaria também durante todo o mandato com o apoio do marido, Nilson Stainsack, ex-prefeito de Presidente Getúlio por dois mandatos, que deve assumir uma cadeira na Câmara dos Deputados no início de setembro, o que segundo ela, também ajudaria na liberação de recursos para o município.  A pré-candidata finaliza dizendo que acredita no potencial da cidade e que ela pode se desenvolver muito mais. “Dá para crescer muito em diversas áreas. Essa é a cidade que escolhi para minha família e onde pretendo ficar então decidi que quero contribuir com o meu município”, conclui.