Alto Vale
Foto: Divulgação

Cláudia Pletsch/DAV

Com o valor arrecadado na Feira do Filé de Tilápia realizado na última quinta-feira (1º) em Trombudo Central, o município vai fazer a compra de cestas básicas que serão distribuídas para famílias carentes. Em apenas um dia foram comercializados 455 quilos do peixe e o lucro arrecadado totalizou R$1.365.

Desde o ano passado quem faz a organização do evento, que anteriormente era realizado pela Associação dos Psicultores, é a Prefeitura de Trombudo Central. A data é tradicionalmente comemorada na cidade e acaba atraindo um grande público que aproveita a tradição de comer peixe na Sexta-feira Santa para adquirir o produto fresco e dos produtores locais.

De acordo com o secretário de Administração, Finanças e Planejamento, Geziel Balcker, o peixe é comprado diretamente dos produtores do município como uma forma de fomentar a economia local e incentivar a comercialização do produto. Nesse ano após uma conversa entre os organizadores, a administração decidiu fazer uma ação diferente, e fazer jus ao significado da Páscoa, que é a solidariedade. “A partir do ano passado a associação não quis mais fazer, então pensamos aqui na administração que como é um evento tradicional não poderíamos deixar de ter. Fizemos então para que a Secretaria de Agricultura assumisse a feira e fizesse a negociação diretamente com os produtores e nós mesmos passamos a comandar e organizar o evento. Surgiu então a questão, se venderíamos a preço de custo ou se tiraríamos um pouquinho para tentar ajudar alguma causa, chegamos à conclusão de vender a uns R$2 ou R$3 a mais para comprar essas cestas e doar para as pessoas carentes. Já que o momento é de boas ações, vamos ajudar quem mais precisa”, disse.

Geziel explica ainda que esperavam vender cerca de 700 quilos de peixe, mas acredita que por conta da situação financeira do país e pelo aumento no preço da carne a quantidade vendida foi inferior. Mesmo assim o secretário diz que o evento foi um sucesso. “No ano passado era R$25 o preço do quilo, nesse ano foi R$35 então o preço ficou bem alto. Compramos dos produtores à R$32 e vendemos a R$35 justamente para não ficar tão caro. Obtivemos um lucro de R$3 por quilo que serve então para fazer a aquisição de cerca de 10 ou 11 cestas básicas”, comenta.

O secretário ressalta que a iniciativa em um município pequeno como Trombudo Central pode não parecer tão expressiva, mas que já serve para comemorar a data. “Conseguimos manter a tradição da feira e ainda ajudar muitas famílias que são atendidas pela Assistência Social e que todos os meses precisam de ajuda”, finaliza.

As cestas estão sendo compradas e devem ser entregues aos moradores em vulnerabilidade social nesta semana.