Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Convocada pela seleção brasileira, a rio-sulense, Mahayla Sardá, participou do Circuito Mundial de Tênis de Mesa na categoria sub-13 e teve destaque. Disputando pela primeira vez um mundial, ela teve um bom desempenho e chegou invicta na semifinal, onde perdeu um jogo para o Equador e trouxe uma medalha de bronze para o Brasil.

A atleta embarcou no dia 27 de outubro, mas os jogos, na cidade de Cuenca, no Equador, foram realizados no dia 29. Ao todo eram cinco grupos e Mahayla participou da equipe 4, vencendo todos os jogos. O técnico, Gilberto Antoni Sardá, explica que o bom desempenho nas primeiras disputas a levou direto para as quartas de finais.

“Ela jogou os três primeiros jogos do grupo, venceu todos e por ter ido bem foi direto para as quartas de finais, ganhou de graça as oitavas de finais, pelo bom desemprenho que teve. Nas quartas de finais a Mahayla ganhou de 3 a 0 da Colômbia e se classificou para a fase seguinte”, conta.

Na semifinal, em uma disputa apertada, Mahayla perdeu para o Equador, mas ainda assim ficou no pódio e trouxe o bronze para o país.

“Ela foi para a semifinal e acabou perdendo para o Equador em um jogo super disputado e ganhou o terceiro lugar da competição. É um resultado histórico, a primeira vez que participou do Circuito Mundial, já saiu com medalha de terceira colocada, ficando no pódio. Foi muito importante, ficamos muito animados, muito felizes”, finaliza.