Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

A imunização contra a covid-19 finalmente atingiu todas as faixas etárias previstas no calendário e deve ser ampliada para adolescentes e até para aplicação de uma terceira dose para idosos. Mas isso não quer dizer que 100% da população acima de 18 anos tenha recebido a vacina. Em Rio do Sul, a Secretaria de Saúde estima que pelo menos 4.283 mil pessoas com mais de 18 anos não tenham recebido a primeira dose do imunizante e solicita que o agendamento seja feito para garantir a aplicação e a segurança de todos.

A secretária de Saúde, Roberta Hochleitner, explica que o número de pessoas que necessitam de vacinação se aproxima de 58 mil e que com mais de 90% da população vacinada o número que falta pode não estar tão distante de ser alcançado. “A gente sabe que mais de quatro mil pessoas acima dos 18 anos não se vacinaram com a primeira dose, porque hoje a gente está com mais de 90 % dessa população imunizada e isso corresponde a muito mais de 50 mil pessoas e a estimativa que a gente tem é de 58 mil, então são 4.283 mil pessoas acima de 18 anos que ainda não foram imunizadas”, esclarece.

De acordo com dados do IBGE, a estimativa da população de Rio do Sul em 2021 é de 72.931 mil pessoas. Segundo atualização fornecida pelo vacinômetro, na tarde desta quinta-feira (2), 33,80% da população total já está com o quadro vacinal completo, ou seja, 24.653 mil pessoas já receberam a primeira e a segunda dose do imunizante.

Com a primeira dose já são 67,58% da população, mais de 49 mil pessoas. Com a segunda dose, 30,61%, 22.327 mil pessoas. Com a vacina de aplicação única é em torno de 2,3 mil pessoas, o que equivale a 3,19% da população.

O motivo pelo qual essas pessoas não receberam a dose é impossível saber ao certo, mas Roberta ainda afirma que a pior cobertura vacinal é na faixa etária abaixo de 30 anos e ressalta que as doses estão disponíveis nas unidades de saúde. “A gente pede que a população procure a unidade de saúde, que procure a Policlínica, que ela faça a sua vacina porque a vacina está disponível nas unidades para essa população acima de 18 anos. A gente só vai poder diminuir as restrições quando essas pessoas estiverem vacinadas, quando a gente tiver uma cobertura acima de 100%. A gente precisa que a população procure a vacinação”.

A secretária de Saúde ainda destaca que as unidades estão trabalhando em período integral, bem como a Policlínica. “A gente pede que a população tenha consciência e que exerça o seu direito a vacina. Lembrando que o jovem pode contrair o vírus, pode agravar mesmo sendo jovem, é importante que se vacine, faça a primeira e segunda dose para que não seja vetor de transmissão para aqueles que ama. Vacinar é um ato de amor consigo e com quem a gente ama. É respeito ao próximo”, acrescenta.