Política

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

O empresário Mali Vendrami é o candidato a prefeito de Ibirama pelo Podemos e em entrevista ao DAV ele falou que uma das suas principais bandeiras será a luta pelo desenvolvimento econômico do município. A meta é fazer com que a cidade volte a ser a segunda em crescimento no Alto Vale.

A coligação “Ibirama pode mais” ainda é formada pelo PSDB, PSD e DEM e tem como candidato a vice-prefeito o contador e empresário Salvio Giacomozzi.

Ele conta que sempre esteve envolvido em causas comunitárias e já foi presidente de associações de igreja e dos Bombeiros Voluntários e acredita que pode contribuir ainda mais com a cidade caso seja eleito. “Acho que chegou o momento de me doar um pouco para a cidade através da política. Resolvi ingressar na vida pública através de um projeto planejado com várias pessoas, independente de partido político, mas que pensam como eu e estou com bastante vontade e bastante gás para exercer bem essa função”, afirma Vendrami.

Ele comenta que atualmente a cidade carece de oportunidades para todos os cidadãos e destacou a importância da união de várias pessoas para fazer as mudanças necessárias para trazer mais desenvolvimento. “Precisamos de um choque de gestão. Queremos que Ibirama volte a ser a segunda do Alto Vale em arrecadação porque hoje estamos na sétima posição e nosso grande desejo é fazer isso porque o desenvolvimento econômico traz crescimento, isso faz falta para fazer uma boa gestão. Sem dinheiro não dá para fazer nada. Eu mais do que ninguém sei fazer obras, mas precisa ter dinheiro. Quando uma prefeitura faz uma administração voltada à financiamento, pagamento de juros como está acontecendo hoje acaba comprometendo a gestão”, completa.

Para garantir mais desenvolvimento ele comenta que estão planejadas pequenas e grandes ações em diversas áreas. “Vejo que a prefeitura precisa ser mais eficiente. Um exemplo é a liberação dos alvarás de construção que hoje demora em média 60 até 70 dias, mas precisamos ser mais rápidos. Também precisamos atrair novas empresas e novos investimentos em áreas que tem um potencial de crescimento. Temos que diversificar as oportunidades de emprego e podemos aproveitar melhor os campus do IFC e da Udesc”, ressalta.

Para a agricultura a intenção é investir em capacitação e novas tecnologias e formar parcerias com entidades e associações. “Se as associações forem fomentadas teremos mais diversificação na agricultura. Sabemos que temos deficiências inclusive pelo relevo, mas através de novas práticas e conhecimento podemos ter resultados excelentes em diversas culturas, que são uma grande oportunidade. Também precisamos planejar e garantir que esse produto será vendido”, avalia.

Para a área da saúde o candidato a prefeito fala da intenção de formar parcerias para garantir o acesso da população à consultas e exames especializados, sem que os moradores precisem se deslocar para outras regiões. “Ibirama pode ser uma referência regional, mas hoje a realidade é totalmente outra. Não temos sequer uma equipamento de mamografia que é essencial hoje em dia para a prevenção das mulheres. Também vejo que podemos incentivar a vinda de clínicas particulares que possam garantir um atendimento mais humanizado, mais rápido a quem precisa trazendo especialidades para Ibirama que pode ser um polo de saúde como já ocorre em outras regiões”, destaca.

“Para nós política não é profissão, é missão. Vamos para uma política de mãos abertas, sem compromisso de apoio por cargos. Quem está conosco é porque acredita em nosso projeto para Ibirama” conclui.