Alto Vale

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

O mês de julho começou com muitas mudanças políticas em toda a região e também em diversos órgãos no governo estadual no Alto Vale. Silvana Leite da Costa assumiu a diretoria do Hospital Dr. Waldomiro Colautti, em Ibirama, no lugar de Roberto Ferrari e Eduardo Weber Xavier deixou a gerência do Presídio Regional de Rio do Sul que agora deve ser ocupada por Nei Feuzer, que ainda não foi nomeado oficialmente no Diário Oficial.

No primeiro dia como nova gestora do Hospital, Silvana, que é formada em ciências contábeis e tem especialização em gestão de custos e gestão de hospitais, cumpriu agenda de reuniões em Florianópolis na Secretaria de Estado da Saúde, tratando principalmente de contratos de serviços terceirizados que são fundamentais para a manutenção do atendimento na unidade como tomografia e UTI.

Em entrevista ao DAV, ela comentou que esteve oito anos a frente da gerência de administração do hospital e deixou o cargo em junho do ano passado. Agora o trabalho será de continuidade. “Nosso objetivo é o serviço à população dando a assistência a cada paciente que chega, com segurança, com qualidade e atendendo as demandas da região fazendo com que o hospital continue desempenhando essa função de vital importância para a sociedade que é manter a saúde das pessoas”, ressaltou.

A nova diretora também destacou que sua gestão será participativa ouvindo todos os setores da unidade. “Vamos criar um fluxo de trabalho de forma participativa, mantendo a qualidade e buscando evoluir e ampliar serviços quando for possível, quando estivermos num momento propício para isso”.

Questionada sobre o fato de assumir o cargo num dos momentos mais desafiadores para os gestores da saúde por causa do coronavírus Silvana garantiu que o HDWC está preparado para atender os pacientes com Covid. “O hospital está preparado para atender a demanda que vier. As ações focadas na Covid-19 continuam sendo o foco e existe uma comissão técnica que está em constante diálogo diariamente e tudo segue um protocolo de biossegurança e os protocolos do Ministério da Saúde então na prática seguimos na mesma linha, com a mesma responsabilidade não nos esquecendo dos desafios diários de um hospital que vão muito além do coronavírus pois a saúde não para os atendimentos”, esclareceu.

Mudança no Presídio Regional

O Presídio Regional de Rio do Sul foi outra unidade que teve mudança na gestão. A exoneração de Eduardo Weber Xavier deve ser publicada no Diário Oficial do Estado nos próximos dias, mas em entrevista ao DAV ele confirmou que não estava mais à frente do cargo desde esta segunda-feira (29) e revelou que a gerência seria assumida por Nei Feuzer.

Nei já havia sido gerente do presídio de outubro de 2013, quando assumiu justamente no lugar de Eduardo, até dezembro de 2015, quando o próprio Weber voltou a gerência da unidade e permanecia até então.

O novo gerente não quis se pronunciar até que a nomeação no Diário Oficial fosse confirmada. Já Eduardo destacou que seu trabalho sempre esteve alinhado aos políticas aplicadas em todo estado no que do respeito a ressocialização pelo trabalho e estudo. “O presídio de Rio do Sul contribui oferendo vaga de trabalho a centenas de apenados e no estudo a outras dezenas. Na área de segurança houve sempre a busca priorizada para um local de trabalho seguro para os servidores e também para os apenados e um tratamento mais humanitário aos familiares que frequentam o presídio para visitar os presos”, disse.