Esporte

Professores de educação física da rede municipal, estadual e particular de ensino de Rio do Sul se reuniram nesta semana no Ginásio Artenir Werner para realizar o congresso técnico da etapa municipal do Moleque Bom de Bola. Uma das definições foi o início da competição, que começará no dia 29 de agosto e seguirá até 5 de setembro com todos os jogos sendo realizados no Estádio Municipal Alfredo João Krieck, o Alfredão.

Participam da competição nesta temporada 17 escolas, representadas por alunos de 11 a 14 anos. São seis times no naipe feminino e outros 11 no masculino, totalizando mais de 300 alunos envolvidos nas disputas. A forma de disputa é simples no feminino, onde as duas melhores equipes de dois grupos avançam para as semifinais. Já no masculino são três grupos, dois com quatro times e outro com três, onde classificam-se duas escolas por chave. As duas melhores campanhas da primeira fase avançam diretamente para a semifinal e os outros quatro classificados se enfrentam pelas vagas restantes.

O diretor de Esportes e Rendimento da Fundação, Sérgio Luis Schlemper, lembrou do alto nível da competição em Rio do Sul, citando que o município sempre teve escolas chegando às fases finais da etapa estadual. “O Moleque Bom de Bola é uma competição que sempre revela muitos talentos do futebol e movimenta a comunidade escolar do município. Estamos felizes pela parceria com as escolas e esperamos realizar uma grande competição”, destacou.

No naipe feminino, o grupo A é composto pelas equipes do Paulo Cordeiro, Ruy Barbosa e Willy Hering. No grupo B estão os times da Unidavi, Ceplas e Ricardo Marchi.
No naipe masculino são três chaves. No grupo A, se enfrentam Dom Bosco, Altamir Wagner, Ricardo Marchi e Ruy Barbosa. No B, jogam Escola Modelo, Sebastião Back, Paulo Cordeiro e Willy Henring. Na chave C estão Ima, Unidavi e Ceplas.