Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Cláudia Pletsch/DAV

Um terreno localizado na Rua Carlos Franz no município de Trombudo Central tem trazido muita dor de cabeça para alguns moradores, isso porque segundo eles o local estaria acumulando muita sujeira e favorecendo a proliferação de animais. Os proprietários de casas que ficam próximas ao terreno alegam que gostariam de fazer a limpeza para garantir mais segurança para as residências e para quem transita pela estrada, mas não conseguem apoio do poder público.

A professora Cleide Martins é moradora do local e explica que já pede há alguns anos a limpeza do terreno. Ela ressalta que chegou a procurar o cartório do município para saber quem era o dono do local. “Antigamente alguns terrenos onde ficava a estação do trem foram vendidos e a gente está na luta há mais de dois anos para tentar limpar esse local. Tem um morador que diz que o terreno é dele e a gente foi conversar com ele para ver se dava para limpar pois tem muito mato e é insalubre mas não chegamos a um acordo. Fomos então conversar com a prefeitura, chegamos no pessoal de Obras, buscamos todas as escrituras e não é desse morador o terreno, na verdade é da antiga estação do trem ainda”, conta.

A moradora explica que os vizinhos se propuseram a fazer a limpeza do local, mas como não existe um acordo entre o poder público e privado elas acabam ficando de mãos atadas. “A gente quando chega a noite, como eu que dou aula, é complicado com esse matagal pois não tem uma boa iluminação nessa estrada e aí ficam vários animais ali dentro até se reproduzindo, conversamos também com a Vigilância Sanitária e nada”, relata.
Cleide conta também que procurou a Secretaria de Obras do município em busca de ajuda mas não obteve sucesso. “Depois de dois anos essa semana eu andei conversando novamente com a Secretaria de Obras, mas o secretário veio aqui ver e não resolveu”, justifica.

Outra moradora do local que não quis se identificar diz que a limpeza é importante por conta dos animais peçonhentos que se criam em meio ao terreno. “Aí tem a questão também do capim elefante que toma conta de uma parte da estrada. Ali se criam cobras e muitos bichos como ratos. Fora no começo da rua da nossa casa que tem um lugar que entulham de lixo, que é uma vergonha”, comenta.

Procurada pela reportagem a Administração Municipal de Trombudo Central informou que é preciso abrir um protocolo junto a prefeitura para fazer o pedido de limpeza, e ressaltou que uma equipe de limpeza irá até o local para verificar a situação. Em nota a administração também se colocou à disposição para receber os pedidos. “Estamos à disposição na prefeitura para que a as moradoras façam o seu protocolo e a prefeitura possa tomar as medidas necessárias. Assim colocamos na fila de atendimento para que nossa equipe de limpeza e manutenção de vias públicas possa atender o mais breve possível”, disse a nota.