Alto Vale

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Moradores de Laurentino que começaram a retirar os carnês do IPTU há alguns dias têm tido uma surpresa ao perceber o reajuste no valor. Com uma mudança no Código Tributário do município, aprovada no ano passado, em alguns casos, o total subiu mais de 680,12%, alteração que vem sendo questionada pela população. Outra mudança polêmica é o fim do desconto para aposentados.

A moradora Adriana Cristina Koch, que atua no setor administrativo e financeiro de uma empresa, conta que pagava cerca de R$ 800 e que neste ano terá que pagar em torno de R$ 1.500,00. “Teve um aumento bastante expressivo em relação ao outro ano. Liguei lá na prefeitura e estarei indo lá na semana que vem conversar diretamente com o setor porque é muita diferença, ainda mais no período que estamos vivendo nesse momento em virtude da pandemia”, comentou.

Outro morador que preferiu não se identificar conta que no ano passado pagou R$ 156,18 de IPTU e o valor da guia deste ano é de R$ 1.267,00. Como consta no IPTU, a metragem do terreno dele continua a mesma e houve apenas atualização de valor do imóvel. A única alteração é no valor. “Sei que o reajuste anual é normal e que tinha sido aprovado no ano passado, mas não nesse valor, então quando fomos buscar a guia nos assustamos então as pessoas estão revoltadas”, questiona.

O prefeito de Laurentino, Marcelo Tadeu Rocha, explica que o novo Código Tributário foi aprovado pela Câmara de Vereadores em outubro do ano passado e como ele assumiu a prefeitura no dia 27 de março deste ano, na eleição suplementar, todo o cálculo já estava pronto . “O Código Tributário do Município no que diz respeito a IPTU e taxas é sempre aprovado de um ano para o outro. Em outubro do ano passado fizeram um recadastramento do IPTU, uma reavaliação imobiliária e um reajuste a coleta de lixo e outras taxas, além de iluminação pública. Com todas essas mudanças que foram aprovadas em outubro o IPTU foi reajustado para 2020”, disse.

Ele comenta que quando a prefeitura iniciou a impressão dos carnês já percebeu a diferença significativa dos valores e a retirada da isenção de pagamento para os aposentados. “O que nos passaram é que quando foram reavaliar o IPTU existia uma forma de cobrança equivocada de todos os prefeitos anteriores. Viram que era cobrado o coeficiente errado da taxa de iluminação pública, apenas 10% do 100% normal. Então tudo isso contribuiu para esse aumento do IPTU”, comenta.

Na cidade estão sendo distribuídos e a previsão de arrecadação é de aproximadamente R$ 1.700.000,00. O prefeito diz que o aumento tem gerado muita polêmica, mas como este é um ano eleitoral não é possível fazer alteração na lei. “Então, estamos pedindo para que os moradores que acreditam que tiveram um aumento abusivo no valor do IPTU venham até a prefeitura, façam um requerimento e vamos avaliar caso a caso”, finaliza.