Alto Vale
Foto: Alan Garcia/DAV

Rafaela Correa/DAV

A SC-350 que liga Rio do Sul à Alfredo Wagner é uma rodovia bastante movimentada. Diversos motoristas usam o trecho diariamente e mesmo com os reparos realizados em 2020, a via continua com muitos buracos, o que torna o deslocamento mais difícil e perigoso. Para pegar a estrada todos os dias os motoristas precisam de paciência e atenção redobrada, mesmo assim, alguns relatam prejuízos e perigo para acidentes. Situação que vai ser verificada de perto pelo secretário de Infraestrutura do Estado que deve visitar a região na próxima semana.

Diogo Luiz Bizatto já morou em Rio do Sul, atualmente reside em Florianópolis e utiliza toda a extensão da rodovia para visitar a família que mora em Ituporanga e Rio do Sul. Ele afirma que o trecho está precisando de manutenção há muito tempo, mas que com as chuvas isso ficou ainda mais evidente. Outro problema seria a falta de sinalização. “A pista já tinha um desgaste muito grande, mas agora com essa chuva toda são muitos buracos enormes que fazem com que os motoristas tenham que desviar para a contramão ou acostamento, e a noite é ainda pior porque se estiver chovendo a visibilidade fica comprometida e é impossível não pegar buracos, também falta sinalização e é complicado. Acho perigoso passar ali, além disso o prejuízo pode ser grande com pneus e suspensão”, afirma.

Ele destaca ainda que alguns trechos estão comprometidos e cita uma parte da rodovia em Alfredo Wagner que já foi interditada, na qual o asfalto cedeu. “Não só no trecho de Ituporanga até Rio do Sul, mas no município de Alfredo Wagner também há trechos que precisam de atenção, com buracos e há uma parte perto da serra que está desbarrancando, na qual uma pista adicional da subida foi retirada para que pudesse ter trânsito ida e volta, mas o buraco continua avançando. Até quando vai ficar desse jeito? Vão esperar interditar tudo para resolver o problema?”, questiona.

Alan Garcia é morador de Aurora e usa a rodovia diariamente para ir até o trabalho. Ele conta que a cada dia que passa mais buracos aparecem na pista e que a esposa já sofreu um acidente ao tentar desviar de um. “Eu que passo ali diariamente até já decorei onde eles estão para poder desviar, mas sempre tem carros parados às margens da rodovia e pessoas trocando pneus quando passo. Com essa chuva, todos os dias surgem novos buracos e está difícil. No ano passado, minha mulher perdeu o controle do carro ao tentar desviar e foi um grande prejuízo”, conta.

O Jornal Diário do Alto Vale entrou em contato com o deputado Jerry Comper que disse que essa é uma luta que vem de outros anos e que há projetos de melhoria. “Eu estive esta semana com secretário da Infraestrutura, o Thiago Vieira e na semana que vem, provavelmente na quinta-feira (04), eu irei com ele para a região, mas já tem projetos para revitalizar a SC-350. Existe até um encaminhamento do governador para fazer isso. O deputado Milton Hobus colocou ano passado no orçamento também e esse é um trabalho de muitas pessoas”, enfatiza.

Tapa- buracos

Em agosto do ano passado, a SC-350 passou por uma operação tapa-buracos. Na época o secretário de Infraestrutura, Thiago Vieira visitou o Alto Vale e aproveitou a oportunidade para dizer que a licitação para restauração completa seria lançada. A reportagem procurou a assessoria de imprensa da SIE, mas a informação não foi confirmada a tempo do fechamento da edição.

Embora seja responsabilidade do Estado fazer a manutenção, quem acaba auxiliando nas demandas mais urgentes são os municípios. Rio do Sul, por exemplo, executou obras no trecho para fazer a ligação da SC-350 com a nova ponte que liga o bairro Albertina ao Bom Fim. No dia 6 de janeiro desse ano, a prefeitura de Ituporanga também fez reparos em partes da rodovia. A ação foi realizada por meio de uma parceria entre a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e Ituporanga e Aurora. Segundo informações divulgadas nas redes sociais da prefeitura de Ituporanga, o município disponibilizou funcionários da Secretaria de Urbanismo para auxiliar na execução dos trabalhos em apoio aos policiais do Posto da PMRv de Aurora. A operação emergencial, que foi executada com asfalto frio, atendeu reivindicação feita pela administração ao comandante da 3ª Companhia da Polícia Militar Rodoviária tenente Leonardo Pires Oliveira, que prontamente fez a liberação do material.