Alto Vale
Foto: Rafaela Correa

Reportagem:Rafaela Correa/DAV

Quando o assunto é saúde, algumas pessoas reclamam, outras sugerem mudanças, outras dizem estar satisfeitas com os serviços, mas embora o SUS ofereça diversas especialidades médicas e exames, esses serviços nem sempre são rápidos. Em Ituporanga, desde setembro, uma ação organizada pela Secretaria de Saúde visa zerar as filas de espera para alguns tipos de procedimentos até dezembro.

O secretário de Saúde, José Carlos de Farias explica que o mutirão iniciou há um mês e que a administração pretende acabar com as filas até dezembro. “Nós tínhamos cerca de 10 tipos de procedimentos que havia uma fila de espera e que acabou se acumulando em função da pandemia. Algumas clínicas e prestadores de serviço não estavam realizando os procedimentos nesse período, mas a previsão é zerar as filas de espera em alguns exames até dezembro”, destaca.

De acordo com relatório enviado pela Secretaria de Saúde, até o dia 3 deste mês havia quase 1300 procedimentos agendados. O mais procurado é a ultrassonografia  com 791 agendamentos, Tomografia Computadorizada com 95, seguido pelo Doppler de Varizes  com 71, Ressonância Magnética com 67 e Ecocardiograma Transtorácico com 54. Outros exames agendados são: Teste Ergométrico (47), Densitometria óssea (45), Holter 24 horas (30), Endoscopia (29), colonoscopia (15), Cintilografia (14), Doppler de Carótidas (13), Ecocardiograma Estresse (5) e Angio Tomografia (1).

O secretário afirma também que para a ação o valor investido foi de cerca de R$200 mil e que mesmo assim, não será possível acabar com a fila de espera em uma certa especialidade. “Um dos exames que nós temos uma demanda bastante grande e que talvez a gente não consiga zerar a fila porque não tem prestador suficiente para atender, é a Ressonância magnética. Nós tínhamos mais de 260 pacientes na fila em agosto e estamos agilizando os agendamentos, mas infelizmente, em função da demanda de todo o Alto Vale com os prestadores de serviço que são três que atendem pelo CISAMAVI, talvez não seja possível”, completa.