Alto Vale
Foto: Alan Garcia/DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, esteve no Alto Vale na tarde desta terça-feira (5) e anunciou recursos para obras de recuperação, projetos e programas de auxílio aos atingidos pela enxurrada do mês de dezembro que deixou 21 mortos na região. Em diversas cidades os prejuízos ainda estão sendo calculados.

A agenda iniciou às 14h na Câmara de Vereadores de Rio do Sul onde Moisés anunciou o programa RecomeçaSC, que vai destinar recursos para reconstrução de empresas atingidas pela catástrofe climática na região. Através de uma medida provisória o governo vai subsidiar por meio do Badesc, juros de empréstimos para que cada empresário faça os investimentos que achar necessários na recuperação.

Outra forma de ajudar os atingidos virá através da Casan. A presidente da Companhia, Roberta Maas dos Anjos, explica que todos os consumidores de Rio do Sul , Ibirama e Lontras terão desconto na tarifa de água e pagarão apenas a média de consumo dos últimos meses. “Não cobraremos o valor da tarifa de dezembro e janeiro. A Casan fará uma média do consumo dos últimos 12 meses e a pessoa não precisa pagar esse excesso de água que usou para fazer a limpeza. O consumidor é comunicado desse desconto e se ver que ele não ocorreu pode procurar a Casan que vamos ressarcir o valor que a pessoa usou para se recuperar” esclarece.

Um dos momentos mais aguardados da visita foi a liberação de recursos no valor de R$ 5,5 milhões para construção de um muro de contenção no trecho da na Rua Conselheiro Willy Hering, que liga Rio do Sul a Lontras e que desmoronou em novembro de 2019 e segue totalmente fechado desde o dia 17 de dezembro do ano passado quando as chuvas fortes agravaram o problema.

A verba, bastante comemorada pelo prefeito de Rio do Sul, contemplará o aterro da área que desabou, construção de um muro de gabião, drenagem e novo asfalto já que a parte danificada terá que ser removida e reconstruída. “Foi um momento demorado e angustiante que passamos ao longo desse período, mas agora tivemos o recurso liberado para essa obra que dará segurança as pessoas, vai permitir o escoamento da produção, sem contar a questão das vidas. Uma foi perdida no final de semana pela falta daquela passagem”, comentou.

A licitação da obra deve ser aberta em cerca de 30 dias e a previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em cinco meses. Durante este período o trânsito deve ficar interrompido no local já que a prefeitura não projeta consertos paliativos. “Temos que pensar nas vidas que podemos perder em função de um desastre que pode acontecer por negligência. As pessoas precisam entender isso, os recursos estão garantidos e agora vamos executar a obra o mais rápido possível”, finaliza.

Recursos para Presidente Getúlio

A agenda do governador no Alto Vale teve ainda uma visita a Presidente Getúlio onde Moisés anunciou oficialmente recursos para a reconstrução da ponte que liga o município com Dona Emma e falou sobre a ajuda do Estado aos municípios atingidos. Na região ele ainda garantiu que o Governo tem investido na prevenção e que está presente quando as tragédias não podem ser evitadas.