Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Após quase dois anos de reformas e dificuldades impostas pela pandemia, a Fundação Cultural de Rio do Sul (FCRS) vai inaugurar no dia 18 de agosto o novo Espaço Alternativo que passa a se chamar Teatro Domingos Venturini. As obras de reforma custaram cerca de R$200 mil e vão possibilitar mais conforto, segurança, qualidade acústica e ampliação da capacidade.

O projeto da obra na sede da instituição, no bairro Budag, contempla a construção da parede lateral em material, colocação de forro de madeira, modificações na arquibancada e sistema de purificação de ar. A reforma é feita com recursos próprios e com o trabalho principal da equipe de servidores municipais. O local funciona como o teatro da Fundação Cultural, o principal espaço público da cidade neste formato para atender eventos artísticos e será reinaugurado como Teatro Domingos Venturini.

“Fizemos a arquibancada totalmente nova. Ela era de madeira, improvisada, mas durou 18 anos. Fomos ver para reformar, só que estava bem precária então resolvemos fazer tudo em estrutura metálica e já compramos com cadeiras estofadas com encosto tanto nos braços como atrás. Serão 160 cadeiras e ainda continua aquele espaço entre a arquibancada e o palco que dá para colocar mais 60 cadeiras”, conta o diretor Executivo de Cultura, Rafael Tschumi.

O diretor explica ainda que a reforma foi iniciada em 2019, mas acabou sendo impactada pela pandemia e por isso sofreu atrasos. “Muitas licitações deram desertas e tiveram que ser repetidas. Também houve um aumento no valor porque teve escassez de materiais da construção civil, então atrasou mais do que a gente gostaria, mas agora vamos entregar no dia 18 e homenagear o professor Domingos Venturini”, conta.
O investimento na construção da nova arquibancada, substituição das instalações elétricas e aquisição de nova mesa de som foi feito todo com economias da Fundação Cultural e para o futuro a intenção ainda é instalar equipamentos de climatização no teatro.

Homenagem ao professor Domingos Venturini

Domingos Vergilio Venturini (1952 – 2020) dedicou 28 anos à Fundação Cultural de Rio do Sul e à Asfuc. Atuou em inúmeras aulas, ensaios, eventos e projetos, como a Camerata de Violões e a Noite Violonística, um dos tradicionais eventos da Fundação Cultural. Foi um grande artista e querido professor que compartilhou seu vasto conhecimento teórico, ensinando várias gerações a apreciar o violão erudito e a música instrumental, além de descobrir e incentivar talentos.