Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

As obras de revitalização da ciclovia no município de Trombudo Central são muito aguardadas pela população. Após quase seis meses de paralisação por conta de problemas com a antiga empresa ganhadora da licitação, a Administração assinou o contrato com a nova prestadora de serviços, a LZK Construtora Ltda e também a ordem de serviço. Os trabalhos foram retomados nesta terça-feira (26) e a previsão é que sejam concluídos ainda em 2021.

Depois de pronta, a ciclovia vai beneficiar todos os moradores, sobretudo os que moram nas proximidades e às margens da BR-470. O prefeito interino, Hermelino Prada, comenta que a obra foi viabilizada pela prefeita Geovana Gessner e afirma que o investimento nesta etapa deve ser de aproximadamente R$510 mil, desse valor, R$460 mil é oriundo de emenda parlamentar do deputado Rogério Peninha Mendonça e o restante contrapartida da prefeitura.

A paralisação da obra, segundo a Administração, se deu porque a antiga empresa vencedora da licitação teria alegado problemas financeiros para conclusão dos trabalhos então, o contrato foi rompido e uma nova empresa contratada, a fim de não perder os recursos federais.
O secretário de Administração e Finanças, Geziel Balcker destacou que a situação da paralisação prejudicou a todos e que o rompimento do contrato teria evitado mais prejuízos.

“A Administração chegou a aceitar o aditivo proposto pela empresa para evitar o distrato, porém não houve mobilização para retomar o trabalho. Para que a situação não se arrastasse e a população fosse ainda mais prejudicada por falta de uma via pavimentada, decidimos optar pelo rompimento. Começamos do zero, enviamos novas planilhas à Caixa Econômica Federal e realizamos nova licitação em tempo recorde”, explica.

O trecho a ser executado é de 1.300 metros da ciclovia, que faz parte da segunda etapa do projeto que vai até o portal da cidade. O início dos trabalhos começou com medição e serviços de patrolamento na pista para poder preparar a base para colocação do asfalto.

Segundo informações repassadas pela assessoria de imprensa da prefeitura, com a atualização dos valores, a Administração Municipal previa um aumento de quase R$100 mil do valor em relação a 2019. No entanto, a partir da licitação o município conseguiu reduzir de R$570 mil para R$510 mil. Além disso, cerca de 20% do valor já teria sido liberado pela Caixa Econômica Federal e já estaria na conta da Prefeitura.

O prefeito em exercício ainda ressaltou que a intenção é concluir o quanto antes as obras de revitalização.
“Aguardamos tanto por essa obra viabilizada pela prefeita Geovana Gessner junto com o deputado Peninha que vamos agilizar a conclusão. A empresa nos garantiu que deve finalizar ainda esse ano”, completa.