Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Cláudia Pletsch/DAV

O município de Taió está ganhando um novo visual graças as revitalizações que acontecem em diversos pontos da cidade através do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa). Atualmente 50% do contrato com as empresas LZK construtora, BRL serviços e Wania Mengarda já foi executado e nos próximos dias a expectativa é que as obras de algumas ruas já sejam entregues.

O valor de R$ 9.064.052,23 proveniente do Finisa oportunizou a aquisição de duas escavadeiras, uma prancha, equipamentos de topografia, além da realização de obras importantes para o município, como a revitalização das ruas Francisco Tomazoni, José Novotni, José Dalprá e Avenida Pioneiros Waccholz. Essas obras estão sendo executadas junto com a Prefeitura que é quem está fazendo a parte de drenagem, meio fio e a base para o asfalto.
A engenheira Civil da Prefeitura Municipal de Taió, Irineia Baldessar, explica que parte do recurso foi para a construção da primeira parte da ponte estaiada que deve ligar o Centro ao bairro Vitor Konder e a segunda parte com recursos do Governo Federal. “A gente vai entregar esse ano as principais obras estruturantes do município e algumas ruas nos bairros também, em alguns locais os moradores vão contribuir para a pavimentação das calçadas e as demais ruas vão ficar para o ano que vem”, avalia.

Uma das principais obras que deve iniciar no próximo ano é a revitalização da Avenida João Bertoli, que é a principal avenida da cidade. Por lá será feita a reperfilagem asfáltica e o diferencial é que nos locais que precisam de mais atenção será feito um pequeno conserto e depois o novo asfalto. Nesse sentido, Irineia explica que no formato em que as obras estão sendo executadas os custos estão muito mais baixos. “Nesse formato, ao invés da prefeitura licitar é a empresa que faz tudo. Ela está executando com maquinário próprio e assim conseguimos reduzir o custo em 30% gerando economia. Na rua José Dalprá por exemplo, estava prevista a pavimentação de 240 metros e nós fizemos 350 metros devido a economia que a gente está tendo, então estamos fazendo mais obras com o mesmo valor que foi financiado”, finaliza.