Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Observatório Social do Brasil de Rio do Sul completa nesta quarta-feira (25) sete anos de fundação. Nesse período a entidade já contou com o trabalho voluntário de cerca de 80 pessoas e já encaminhou mais de 900 ofícios e sugestões ao Poder Público. A fiscalização e acompanhamento de centenas de processos licitatórios também auxiliou numa economia aproximada de R$ 90 milhões aos cofres públicos.

O atual presidente, Ricieri Ranlow comenta que o observatório foi criado por um grupo de empresários e representantes da sociedade civil que se reuniram com o objetivo de buscar a melhoria da gestão pública em relação a transparência e aplicação dos recursos públicos em Rio do Sul e no dia 25 de agosto de 2014 ele foi fundado oficialmente.

Ele comenta que o Observatório Social do Brasil de Rio do Sul é formado por pessoas que acreditam que através de suas atitudes é possível fazer com que o Brasil seja um país melhor, começando pela sua própria cidade. A sua missão é acompanhar de forma transparente a gestão pública de recursos colaborando para uma governança eficaz.

“O trabalho aqui desenvolvido, na sua grande maioria, busca trazer benefícios futuros e a longo prazo, prezando sempre pela qualidade das ações desenvolvidas pelo Poder Público Municipal, fazendo com que a gestão seja mais eficiente evitando desperdícios e acima de tudo, respeitando os princípios éticos de cidadania, controle social e de combate a corrupção”, ressaltou.

Ao falar sobre a economia gerada nos sete anos Ricieri explica que ela foi possível graças ao acompanhamento dos processos licitatórios através de ações desenvolvidas nas compras públicas e licitações, nas áreas de educação, saúde, monitoramento de obras, Câmara de Vereadores entre outras situações. “Com isso auxiliamos assim na economia aproximada de R$ 90 milhões aos cofres públicos e ainda estabelecemos um fortalecimento das relações com outras entidades”, disse.

Ele ressalta que é uma satisfação comemorar esta data junto à entidade. “Formamos uma bela diretoria a qual tenho a oportunidade de presidir, e temos ainda mais um ano pela frente, buscando sempre que o município siga evoluindo, colaborando na melhor aplicação possível do dinheiro público”, conclui.