Alto Vale
Foto: CRS/DAV

 

Jorge Matias

 

Inicia nesta quinta-feira (21), o processo de matrículas na Rede Pública Municipal de Ensino em Ituporanga, mas para garantir a vaga em centros educacionais, como já ocorreu no ano passado, muitos pais voltaram a montar acampamento em frente as unidades. Pelo menos duas das 13 instituições da cidade já tinham filas.

 

Na tentativa de evitar o tumulto nas unidades, a Secretaria Municipal de Educação decidiu liberar o edital apenas 48 horas antes do início do processo de matrículas, o que não evitou a formação das filas. O Centro de Educacional Infantil Matilde Sens é um dos que tem acampamento montado e os pais organizam a fila de espera. Antes mesmo da secretária de Educação anunciar o período das matrículas, muitos procuraram a instituição para saber do cadastro para as novas vagas.

 

Uma mulher que não quis se identificar, disse que está acampada há dois dias e ainda não conseguiu vaga para o filho, que está em segundo na fila de espera. “Muitas mães precisam trabalhar e não tem onde deixar o filho”, disse. Ainda sobre a falta de vagas nas creches, ela aponta a ineficiência do Poder Público. “A creche aqui do bairro começou a ser construída em 2015 e ainda não ficou pronta”, cobrou.

 

A secretária Municipal de Educação, Sandra Regina Berns Clasen, disse que a prioridade da rede municipal de ensino é a rematrícula. “Das rematrículas é que surge o quadro de vagas”, comentou. No que diz respeito quantidade de vagas oferecidas, ela afirma que o município não tem obrigação de oferecer pra todos. “A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional diz que nós precisamos disponibilizar vaga pra toda criança a partir dos 4 anos completos”, confirmou.

 

Ainda de acordo com Sandra, as matrículas de crianças de 0 a 3 anos serão fornecidas preferencialmente paras as famílias que residem no mesmo bairro onde se encontra a creche. “As vagas remanescentes serão destinadas aos pais que trabalham próximos às creches”, finalizou.

 

O prefeito, Gervásio Maciel, também disse que o edital de matrícula para o ano de 2020 prevê que as vagas são prioridade de crianças que residem nas proximidades do Centro Educacional Infantil (CEI). As vagas remanescentes serão distribuídas para as outras crianças. “Um ou outro que monta acampamento, mas nós já tomamos as providências para eliminar isso, porque não tem motivo”, completou.