Cidade

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina para o Alto Vale (FIESC Alto Vale) irá auxiliar a Prefeitura de Rio do Sul financeiramente na realização de um MBA em Gestão Escolar. A capacitação deve começar em agosto deste ano, e terá 360 horas de duração. O MBA será destinado a professores e diretores da rede pública municipal, e tem como objetivo melhorar a qualidade do ensino na cidade.

A confirmação do suporte financeiro foi dada durante uma reunião realizada na última segunda-feira (3). Na ocasião, o vice-presidente da FIESC Alto Vale, Lino Rohden, entregou um ofício ao prefeito de Rio de Sul, José Thomé, e garantiu que a entidade irá subsidiar um terço do valor da capacitação. A outra parte será custeada pela prefeitura, e os servidores da educação pagarão o restante, algo em torno de R$ 233. Segundo o levantamento feito pela secretária de educação, Janara Mafra, cerca de 50 professores já estão interessados, o que significa uma turma fechada.

De acordo com Thomé, o próximo passo é firmar o termo de convênio entre o município e a FIESC, e colocar a proposta em votação na Câmara de Vereadores. “A nossa bancada de vereadores da situação, que são seis, a maioria, são favoráveis à proposta. Ela já foi apresentada em reunião de bancada no gabinete, e nós temos esse voto de confiança dos vereadores”, ressaltou o prefeito.

Novidades

Rio do Sul é o primeiro município de Santa Catarina a firmar esse convênio com a FIESC. Animado, Thomé diz que a capacitação irá fazer com que os servidores da educação conheçam os processos internos educacionais e entendam a gestão de pessoas. “A gente vai conseguir proporcionar algo muito interessante para a educação de Rio do Sul, para a qualidade do ensino. Não vou dizer que é só para o indivíduo professor, porque ele vai multiplicar o conhecimento que vai adquirir para as nossas crianças, e eu tenho certeza que o reflexo vai ser bem positivo”, afirma.

Além disso, outra ideia é que em 2019 já existam eleições para diretores de escolas municipais. De acordo com Thomé, um dos pré-requisitos para ser eleito será justamente ter uma pós-graduação em Gestão Escolar. “Essa discussão é muito latente em todo o Brasil. O estado de Santa Catarina já adotou a eleição para diretores das escolas estaduais, e a gente vai criar alguns pré-requisitos. Isso vai passar agora pelo Conselho Municipal de Educação, que vai aprovar ou vai discutir a proposta”, conta.

Santa Catarina pela Educação

Com início em 2012, a iniciativa da FIESC Alto Vale faz parte do movimento Santa Catarina pela Educação, que tem como intuito mobilizar, articular e influenciar os setores econômicos e o poder público para melhorar a educação, e, consequentemente, a qualidade de ensino. “Eu creio que a FIESC vai trabalhar essa parceria [com Rio do Sul] como case para outras cidades, tendo em vista a bandeira da FIESC, que é o movimento Santa Catarina pela Educação”, finaliza Thomé.

Carolina Ignaczuk