Política

O professor e micro empresário, Jean Pier Xavier de Liz, teve seu nome confirmado como pré-candidato na disputa eleitoral a prefeito de Rio do Sul de 2020 pelo Partido Democrático Trabalhista. A presidente da sigla, Roseli Bonfante, diz que o PDT está confiante na candidatura de Jean e confirmou que o ex-vice-prefeito da cidade, é o nome indicado para estas eleições.

Em um momento onde a sociedade está vivendo isolada, com angústias, medo e com a incerteza do futuro, Jean afirma que não poderia ficar alheio ou indiferente às dificuldades que o município enfrenta, que com o apoio da comunidade e de lideranças, foi provocado a colocar seu nome a disposição. “Sempre entendi a política como missão de construção de uma sociedade melhor e não abandonarei esta missão, sendo candidato ou não,  mas, após diversas pessoas me procurarem e me pedirem para não desistir, decidi encarar de frente e com o coração aberto o desafio de ser pré-candidato a prefeito de Rio do Sul”, conta.

O pré-candidato ressalta que a cidade necessita de pessoas que buscam as soluções dos anseios do cidadão, encarando os problemas vividos pelas pessoas por todo município.  “É preciso ter a capacidade de liderar e dar respostas frente ao novo desafio e apresentar um projeto de progresso e desenvolvimento, com emprego e renda, de construção de uma sociedade melhor, socialmente inclusiva, ambientalmente sustentável e economicamente equilibrada para as atuais e futuras gerações”, explica.

Cidadão Ativo quer colher ideias e sugestões dos moradores

Junto ao lançamento da pré-candidatura de Jean de Liz, o PDT também divulga um site que abre diálogo com a comunidade. O objetivo principal é levantar prioridades junto às pessoas que vivem em Rio do Sul, colhendo ideias e sugestões para elaboração do plano de governo que será lançado no período eleitoral. Através do portal “https://cidadaoativoriodosul.com.br”, será possível a participação das pessoas. “Queremos que as pessoas participem dessa construção, temos até meados de setembro para que as pessoas dêem sua ideia, seu projeto, a comunidade precisa ser mais ouvida e o Cidadão Ativo é uma plataforma que irá receber essas sugestões, mas ao mesmo tempo, vamos intensificar nossa presença online, em reuniões com a comunidade de forma digital”, explica Jean.