Cidade
Foto: Ilustração/ Divulgação ND

Água, alimentos para rápido consumo como pães, bolachas, além de produtos de higiene pessoal e de limpeza, utensílios para o lar, cobertores, roupa de cama, travesseiros, são os itens mais necessários para doação neste momento na cidade de Rio do Sul. A doação de roupas, segundo assessoria de comunicação, não é tão necessária.

Para os interessados em oferecer ajuda nesse momento tão difícil, o ponto de entrega em Rio do Sul fica na Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, localizada na rua Verde Vale, no bairro Canta Galo. Haverá atendimento durante todo o domingo (20).

O município está com dois abrigos abertos, sendo um no Salão da igreja do bairro Santa Rita com três famílias , totalizando 17 pessoas e o outro no salão da Igreja Evangélica do bairro Bela Aliança com quatro pessoas de uma única família. Ao todo são quatro famílias desalojadas, 21 pessoas.

Além dos desalojados em razão da enxurrada, o município contabiliza duas mortes e diversos prejuízos materiais, o que levou o prefeito José Thomé a decretar estado de calamidade pública.