Política
Foto: Divulgação

Cláudia Pletsch/DAV

As novas eleições em Petrolândia serão em 13 de junho. A decisão foi do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina que estabeleceu ainda as instruções para a realização da votação que vai definir o novo chefe do Executivo até 2024.

De acordo com a resolução, estará apto a votar o eleitor em situação eleitoral regular e com domicílio no município até 13 de janeiro de 2021. Poderá participar ainda o partido que até 13 de dezembro de 2020 tenha registrado seu estatuto no Tribunal Superior Eleitoral.

A resolução propõe ainda que as convenções partidárias destinadas a deliberar sobre coligações e a escolha de candidatos serão realizadas de 28 de abril a 2 de maio de 2021, nelas podendo concorrer o eleitor que possuir domicílio eleitoral no município, pelo prazo de, no mínimo seis meses antes da data de 13 de junho, e se estiver com a filiação deferida até a mesma data. Os partidos poderão realizar convenções partidárias em formato virtual.
O prazo para a entrega dos requerimentos de registro de candidaturas pelos partidos políticos ou coligações se encera às 19 horas do dia 5 de maio de 2021 e devem ser entregues ao Cartório Eleitoral da 39ª Zona Eleitoral de Ituporanga.

O horário eleitoral gratuito será veiculado no rádio, em dois programas diários em rede de 10 minutos cada, de segunda-feira a sábado, no período de 15 de maio a 10 de junho de 2021. A veiculação dos programas terá início às 12 horas e às 20:30.

Assim como nas eleições de novembro de 2020, a biometria será dispensada por conta da pandemia e a justificativa de ausência às urnas será recebida exclusivamente no prazo de 60 dias após o pleito através da internet, já que não serão instaladas mesas para o recebimento de justificativas no dia da eleição.

Prefeito eleito teve candidatura impugnada

O agendamento de novas eleições foi necessário pois a candidatura do prefeito e vice eleitos em 2020 foi impugnada por falta de documentos. Em entrevista ao DAV no dia 24 de fevereiro, Rogério Domingos (PP) afirmou que deve concorrer novamente tendo Selmo Klauberg (PSD) como vice. A coligação MDB/Podemos que concorreu com Edson Padilha e Sandra Tholl ainda deve definir os nomes que irão disputar essas eleições.