Alto Vale
Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde de Ibirama foi agraciada com o primeiro lugar, na quarta edição do Prêmio Mostra Catarinense – Aqui tem SUS, realizada durante o VII Congresso de Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina (Cosems), realizado entre os dias 11 e 13 de maio, em Blumenau. O título classificou Ibirama para a 17ª Mostra “Brasil, aqui tem SUS”, que será realizada entre 12 e 15 de julho, em Campo Grande, MS.

Com tema: Integralidade da Assistência a Saúde: Implantação das PICS no município de Ibirama, desenvolvido pela enfermeira, Vanessa Zink, pela fisioterapeuta, Camilla Vechi e pelas agentes comunitárias de saúde, Gislene Vanderlinde e Joicemara Montibeller, com supervisão da coordenadora da Atenção Básica, Dianare Cucco, a equipe demonstrou a implantação de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PICS), na rede de atenção básica do município.

O que são as PICS

As PICS são terapias complementares, reconhecidas pelo Ministério da Saúde, que possibilitam à toda população opções terapêuticas de tratamento, promoção a saúde, melhores resultados nos tratamentos de pacientes com doenças crônicas e incentivo à práticas de autocuidado.

Em Ibirama são ofertadas as terapias de reiki, auriculoterapia, aromaterapia, massagem relaxante e ventosaterapia. Segundo Vanessa, as terapias têm impactado diretamente na qualidade de vida dos pacientes. “Os usuários atendidos referem melhora importante nas queixas de dores causadas por tratamentos, impactanto diretamente na redução do uso de medicamentos, encaminhamentos e outros serviços ofertados pela saúde de Ibirama”, destacou a secretária de Saúde, Izabel Petersen.

Ela ainda explica que as PICS foram aplicadas, de forma inicial, nos servidores da linha de frente de combate à pandemia de Covid-19. “Os atendimentos iniciaram em agosto de 2021 e recebemos relatos de melhora em diversos aspectos dos pacientes, desde dores em geral até queixas de saúde mental”, frisou.

Entre agosto de 2021 e abril de 2022 foram realizados mais de 500 atendimentos com as PICS. A coordenadora do projeto, Dianare Cucco, explica que os pacientes são encaminhados às terapias complementares conforme orientação médica, do corpo de enfermagem ou equipe multiprofissional. “Estes profissionais receberam orientações para o encaminhamento de pacientes que necessitam do serviço. Entre as doenças indicadas estão a fibromialgia, dores locais especificadas, estresse, ansiedade, depressão entre outras”, explicou.

O trabalho apresentado pela equipe ibiramense competiu com mais de 300 projetos encaminhados por Secretarias de Saúde de toda Santa Catarina. O prefeito de Ibirama, Adriano Poffo, agradeceu o desempenho e dedicação da equipe na implantação do programa. “São exemplos como estes que mostram que o SUS funciona. Mas, para isso, precisamos de profissionais de saúde comprometidos em ofertar um bom serviço a população”, finalizou.