Alto Vale
Foto: Divulgação

Cláudia Pletsch/DAV

A agricultura do Alto Vale é rica na variedade de plantios, e afim de gerar renda, emprego e muitas vezes por paixão alguns agricultores da região vem se reinventando todos os dias. É o caso da Hilda Maria Cavilha Ricobom, que é moradora do bairro Santana em Rio do Sul e atualmente conta com uma plantação florida de gladíolos, as lindas flores que enfeitam jardins, casas e o coração da produtora.

Hilda conta que faz o cultivo de diversas hortaliças e frutas, mas atualmente os gladíolos que começaram a ser plantados apenas por paixão ganharam um espaço ainda maior na lavoura. O plantio das flores foi feito há cerca de três meses, e a colheita que já está sendo realizada nesse mês, deve permanecer até o final do ano. Ela explica que atualmente faz o plantio de cerca de 420 bulbos, que é como são chamadas as mudas da planta. “O que me incentivou foi aquele colorido, aquela floração bonita, eu acho muito bonito o colorido das flores abertas. Hoje o pessoal também fala que a minha roça é a estrada de flores, e até as vezes vem um pessoal por lá apreciar a beleza delas abertas”, relata.

A produtora explica que não faz a produção em grande escala, mas que faz a venda das plantas para algumas pessoas que já conhecem a lavoura. Ela ainda diz que o apoio do Instituto Federal de Rio do Sul foi essencial para o início do cultivo. “Eu fiz uma visita ao Instituto Federal em uma plantação numa palestra, gostei e com a ajuda da minha filha que é agrônoma eu fiz o primeiro plantio, deu certo e hoje eu tenho o apoio até do pessoal do Instituto Federal que faz a visita para mim, é muito importante a ajuda deles”, explica.

Sobre o futuro Hilda conta pretende fazer o plantio em mais épocas, para abranger diversas datas festivas, e não somente o final do ano. “Eu acho que até o clima é bom para o plantio em outras épocas, como eu disse o manuseio é fácil e a adubagem mesmo eu trabalho muito mais com a adubagem natural, com esterco mesmo. A gente depende um pouco claro da temperatura, do frio do calor mas esse ano foi muito bom e as mudas algumas eu guardo e outras eu compro”, finaliza.