Alto Vale
Foto: Divulgação/PMSC

Reportagem: Cláudia Pletsch/DAV

A 4ª Companhia do 13º Batalhão de Polícia Militar de Ituporanga vem inovando e realizando o policiamento preventivo da Rede Rural de Segurança com drones: tecnologia que promete auxiliar em ocorrências que envolvam suspeitos em meio a matas e garantir mais agilidade no monitoramento de áreas afastadas que tem uma grande extensão territorial.

Nessa semana três policiais realizaram uma operação na localidade de Chapadão Santana, interior do município de Ituporanga. A ação conjunta que utilizou a viatura fazendo o percurso por terra e o equipamento no céu, levou a presença policial até as áreas rurais. O comandante da 4ª Cia do 13º BPM, capitão Vanilo Vignola, explica que foram realizadas abordagens de pessoas e veículos suspeitos. “A operação faz parte do Programa Preventivo da Rede Rural de Segurança e a utilização dos drones é para que a gente tenha mais abrangência nas áreas rurais e para que possamos fazer um trabalho mais preventivo com a localização até de pessoas suspeitas e veículos”, avalia.

O comandante conta ainda que nessa ação foi utilizado um drone da PM do município de Petrolândia, mas que em breve Ituporanga também deverá contar com dois equipamentos. “Nós temos previsão para a aquisição de dois drones para o município. O projeto prevê a aquisição de pelo menos um drone para cada um dos sete municípios da região de Ituporanga pois ele traz diversos benefícios, a gente consegue ter uma presença maior nas comunidades rurais e utilizamos ele para uma série de situações tanto em caráter preventivo como em uma situação que tenhamos alguma ocorrência que demande por exemplo perseguição a um autor de ato ilícito que acabe se escondendo em meio as matas. Muitas vezes a gente não consegue visualizar, mas com o equipamento teremos toda essa visualização das localidades”, explica.

A aquisição, segundo o capitão, deve ser feita através de convênios locais, e Vignola revela que quando a PM do município fizer essa compra as operações conjuntas com drone e viatura devem ocorrer constantemente. “Assim que conseguirmos fazer a aquisição desse equipamento esse tipo de ação vai ser uma constante, pois quando as polícias usam essa tecnologia o policiamento tradicional se torna mais efetivo”, justifica.

O comandante ainda ressalta que na região da cebola existe uma rede de informações através de grupos no whatsapp. Dessa forma quem vive na área rural consegue se comunicar e também receber informações mais rapidamente.