Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Maio é considerado o mês do Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Por esse motivo, uma ação coordenada pela Polícia Militar de Santa Catarina visa fiscalizar e auxiliar na busca por crianças e adolescentes que estão nessa situação. Em Rio do Sul, as fiscalizações estão sendo realizadas desde o início do mês, mas até o momento nenhum caso foi identificado.

De acordo com o coronel do 13º Batalhão de Polícia Militar (BPM), Anderson Melo Maia, a Operação Parador 27 é muito importante no sentido de colaborar para que crianças e adolescentes sejam retiradas de uma possível situação de exploração e possam ter melhor qualidade de vida.

“A Operação vem sendo realizada, é a segunda etapa. São fiscalizações em diversos estabelecimentos, inclusive postos de combustíveis, em razão da prostituição infanto-juvenil. Estamos em função disso, até em abordagens, cumprimentos de mandado de prisão, outras situações. Não foi encontrada nenhuma criança ou adolescente nessa situação nos locais em que realizamos a operação”, revela.

A ação faz parte da 2º Operação Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, com foco na fiscalização nas rodovias federais, estaduais e logradouros adjacentes.

Além disso, a Polícia Militar conta com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar Rodoviária, (PMRv) e as abordagens e a fiscalizações são feitas em toda a área do Batalhão.

Além do combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, as guarnições buscam pessoas com mandados de prisão ativos e a fiscalização de outras infrações penais.